Dez anos de saudades do Jardim Suspenso

Dez anos de saudades do Jardim Suspenso

Foto: Cesar Greco/ Ag. Palmeiras

9 de julho de 2010.

Há exatos 10 anos, o Palmeiras subia a velha escada do vestiário de mandante do Parque Antártica para a sua última partida no Jardim Suspenso. O amistoso diante do Boca Juniors marcou o capítulo final de um dos palcos mais gloriosos da história do futebol brasileiro.

Só quem esteve no cimento do Parque Antártica para assistir um jogo, seja em um sábado de sol ou em uma quarta-feira chuvosa, sabe a magia que aquele lugar tinha. São muitos os palmierenses privilegiados que puderam sentir a energia da velha casa alviverde.

O mosaico da torcida alviverde relembrava o ano de fundação do Parque Antártica. O primeiro jogo do Verdão como proprietário do estádio foi em 16 de maio de 1920, diante do Mackenzie.

03-1

O jogo, além de marcar o 'Ciao' alviverde de seu território, também marcava a reestreia de Kleber Gladiador pelo Verdão. A bola da Copa da África, a famosa Jabulani, rolou pelo antigo gramado alviverde pela última vez.

Em campo, o time comandado por Flávio Murtosa foi: Bruno (Deola); Vitor, Maurício Ramos (Léo), Danilo e Gabriel Silva; Edinho, Márcio Araújo (Vinícius), Cleiton Xavier e Lincoln (Marcos Assunção); Ewerthon (Tadeu) e Kleber.

A derrota por 2 a 0 para o Boca Juniors não foi a maior tristeza para os mais de 17 mil palmeirenses que foram se despedir do Estádio Palestra Itália. A melancolia e a tristeza de quem ficaria mais de quatro anos sem casa aumentavam ainda mais o drama.

munoz-comemora-segundo-gol-do-boca-juniors-em-jogo-com-o-palmeiras-1278713397953_615x300

'Em meio a abraços apertados, olhos cheios de lágrimas e palavras um tanto desoladas e apocalípticas, tudo era saudosismo. Como se precisássemos nos apegar ao que construímos juntos para não sucumbir antes da hora. Como se tentássemos adiar o adeus, por vezes esperando mesmo que não fosse a última vez.”, disse o palmeirense Rodrigo Barneschi no post após o jogo em seu blog Forza Palestra.

Quem foi ao jogo, no entanto, tinha um motivo para celebrar. Ao ganhar uma revista com histórias e curiosidades do antigo Palestra, os palmeirenses também receberam a promessa de que teriam lugar garantido na inauguração do Allianz Parque, quatro anos mais tarde, caso apresentassem o ingresso da peleja,

Doce ilusão.

WhatsApp-Image-2020-07-09-at-09.36.41

O Jardim Suspenso foi tombado e deu lugar ao hoje gramado sintético da nova e moderníssima casa do Verdão. O clube também conseguiu se livrar de seus fantasmas internos que o afundavam na velha política anti-profissional que só afastava o Verdão das glórias.

O primeiro projeto do Allianz Parque era um pouco diferente do que realmente virou o estádio quatro anos mais tarde.

WhatsApp-Image-2020-07-09-at-09.36.41--1-

Apesar da nova casa ser muito linda, não tem como não sentir saudades desse tempo que infelizmente não voltará nunca mais.

Quem nunca cantou 'Chico Lang...' e 'Doutor eu não me engano...' na saída do velho Palestra, perdeu um grande capítulo da história da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Quem viveu, viveu.

Para celebrar a data, vamos receber nesta quinta-feira, 9, o zagueiro Maurício Ramos para um live especial no canal do Nosso Palestra. Maurício esteve presente na despedida do antigo Palestra e é o zagueiro com mais jogos pelo Verdão neste século. Não perca:

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!