À frente de 11 homens campeões sempre têm milhares de mulheres do Palmeiras

À frente de 11 homens campeões sempre têm milhares de mulheres do Palmeiras

Mamma do Luigi Cervo que nos batizou Palestra Italia, grazie tanto. E do Vincenzo Ragognetti que uniu os fundadores pelo jornal Fanfulla, 1914 obrigados.

Mãe do Bianco, obrigado. Do goleador Heitor. Do Romeu. Dos Imparatos. Do primeiro busto Junqueira. Do primeiro negro Moreira. Oberdan que nos defendeu como nenhum outro. Mãe do Pai da Bola Fiúme: obrigado mais do que parabéns.

Avós, mães, mulheres do Menino de Ouro Lima, Jair e Rodrigues das Cinco Coroas. Filhas do Palestra e da Arrancada Heroica do Palmeiras que é masculino de origem feminina. Como somos todos.

A Sociedade Esportiva de Julinho, Valdir, Chinesinho, Scotto, Aldemar, Zequinha, Vavá, Servílio, Carabina, os Djalmas de todos os Santos e de todos os Dias. Filhos das mães que todos os santos dias fazem o diabo pra criar nossos craques.

Professoras da Academia de Dudu e Ademir da Guia e dos mestres Brandão, Filpo, Telê, Luxemburgo e Felipão. De Malucos como César. Bons de cabeça como Leivinha. Dos frutos de Pereira e Mostarda. Das pontas de Edu a Nei. Apoio pelos lados de Eurico e Zeca. Do rei Leão.

Amor de mãe Palestra pros filhos do Palmeiras. Jorge Mendonça, Toninho, Pedrinho, Jorginho. As armas dos Jorges e dos diminutivos nunca diminuídos.

Filhos da fila que tem campeões como Bacharel. Estrelas da Via Láctea dos tetras Mazinho e Zinho. Vacas gordas que nos deram leite como mães. Amor incondicional por Edmundo, Evair e Sampaio. Antonio e Roberto Carlos por música. Edilson antes de. Clebão eterno. Rincón, Rivaldo, Djalminha, Luizão, Amaral, Conceição, Galeano, Júnior. Cafu que é penta! Arce, Oséas, Paulo Nunes, Roque Júnior e Alex que libertam. Anjos guardiões que São Marcos, Velloso e Sérgio pais de Prass e Jailson. Dudu e grande companhia megacampeã como o vovô-garoto Zé Roberto.

Essa gente e tantos mais que como coração de mãe sempre cabe mais um. E são sempre muito mais pela torcida que canta e vibra desde o berço. Pelas mulheres que levaram com elas por 9 meses nosos ídolos eternos.

Somos Palmeiras pelo que esses filhos fizeram. Somos Palmeiras pelo que nossos pais muitas vezes nos fizeram.

Mas somos mesmos filhos do Palestra da Mamma Italia. Somos gratos a eles pelo que a mãe deles fez. Somos todos filhos desse amor que não exige correspondência. Mas sim do respeito que se exige ainda mais para quem ama como mãe. Como mulher.

O Palestra também é a Palestra. O Palmeiras também são as Palmeiras. À frente de 11 campeões sempre tem várias mulheres de Palmeiras.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.