Amarcord: América Mineiro 0 x 3 Palmeiras,   Série B-03

Amarcord: América Mineiro 0 x 3 Palmeiras, Série B-03

Os gols do jogo

Se todo grande time começa por um grande goleiro, o Palmeiras tinha dois grandes times. E pelo que prometia o terceiro goleiro, Diego Cavalieri, teria três. E teve mesmo.
O azar de Sérgio é que goleiro é assim. Se existem dois bons laterais, dá-se um jeito de escalá-los juntos, no meio, na ponta. Volantes, atacantes, o bom treinador arruma um lugar. Goleiro, de que jeito? Sérgio foi um que, pelo que joga, pelo que é, jogaria como titular em muitos clubes brasileiros.
Mas sempre eteve feliz no clube que gosta, que paga em dia, que é a casa dele. O Palmeiras também não pode se queixar. Não há outro reserva mais titular que Sérgio. Uma reserva de caráter, experiência e qualidade. O reserva que qualquer titular gostaria de ter. O reserva que qualquer clube deveria pagar o salário e os prêmios dos titulares.
Sérgio saiu do estádio Independência carregado de prêmios e justificando o salário do time naquela noite de sábado de Série B, em 2003. O América perdeu um caminhão de gols. Quer dizer, o Sérgio não deixou as muitas chances mineiras serem convertidas.
À frente, o Palmeiras teve quatro oportunidades, se tanto, e fez três gols: Alceu, de falta; Daniel, de longe, e Anselmo, bem perto do final de um jogo que seria difícil, não fosse a sorte. Não fosse a felicidade de ter um reserva como Sérgio.
Goleiro que garantiu ótima vitória que, ao final de uma difícil Segundona, daria em título incontestável. Como a campanha de recuperação alviverde.

AMÉRICA MINEIRO 0 X 3 PALMEIRAS
Campeonato Brasileiro/Série B/Primeira Fase
Sábado, 28/junho (noite)
Independência
Belo Horizonte (MG)
Juiz: Jamir Carlos Garcez (DF)
Renda: R$ 25 700
Público: 3 523
PALMEIRAS: Sérgio; Daniel, Alceu e Fábio Gomes (Marquinhos); Corrêa, Adãozinho e Lúcio (Francis); Magrão e Diego Souza; Muñoz e Thiago Gentil (Anselmo)
Técnico: Jair Picerni
Gols: Alceu 46 do 1º; Daniel 32 e Anselmo 40 do 2º

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.