Aproveitamento de Luxemburgo no Vasco é mais baixo do que os técnicos do Palmeiras na era Maurício Galiotte

Aproveitamento de Luxemburgo no Vasco é mais baixo do que os técnicos do Palmeiras na era Maurício Galiotte

(Foto: Carlos Gregório/Vasco)

O Palmeiras anunciou o retorno de Vanderlei Luxemburgo para a quinta passagem dele pelo clube e o comandante será o sétimo técnico desde que Maurício Galiotte assumiu a presidência, no fim de 2016.

Depois de falar em "mudanças" na coletiva em que confirmou as saídas de Mano Menezes e Alexandre Mattos, dia primeiro de dezembro, o mandatário optou por um treinador que teve aproveitamento inferior a todos que chegaram com a anuência dele.

Foram quase dois anos sem trabalhar e o retorno durou 34 partidas, com 12 vitórias, 12 empates, dez derrotas e 47% de aproveitamento no Vasco. Todos os técnicos do Palmeiras entre 2017 e 2019 tiveram mais de 50% dos pontos conquistados. O principal deles foi Felipão com 68,3% e o título Brasileiro do ano passado.

A opção pela mudança sugerida por Galiotte teve desempenho inferior a todos os outros seis que passaram pelo banco de reservas desde a chegada dele à presidência.

Técnicos do Palmeiras com Galiotte na presidência:

Eduardo Baptista (2017):
23J
14V
4E
5D
66,6%

Cuca (2017):
34J
16V
7E
11D
53,9%

Alberto Valentim (2017):
11J
6V
1E
4D
57,5%

Roger Machado (2018):
44J
27V
9E
8D
68,1%

Felipão (2018/19):
78J
46V
22E
10D
68,3%

Mano Menezes (2019):
20J
11V
5E
4D
63,3%