Batendo ponto. Oeste 0 x 1 Palmeiras

Batendo ponto. Oeste 0 x 1 Palmeiras

Raphael Veiga enfim foi inscrito e foi pro jogo. O problema é que o Palmeiras fez o seu pior primeiro tempo em 2019. E em muito tempo. Teve um lance com Dudu, concedeu outro a Bruno Lopes numa cabeçada, e mais nada em 45 minutos que só não foram mais feios que a entrada de Kanu em Dracena. Lance no mínimo para amarelo e falta.
Nada marcou o árbitro
Marcos Rocha e Victor Luís pouco apoiaram. Thiago Santos marcou como sempre muito bem, mas não construiu. Moisés também não conseguiu fazer a transição. Felipe Pires e Dudu pouco inspirados, Devyerson bem marcado pelo ajeitado time de Barueri.
Mas bastaram 14 segundos na segunda etapa para Felipe Pires aproveitar falha rival para abir o placar. Na sequência Deyverson quase ampliou. Em menos de 2 minutos o Palmeiras fez mais do que havia feito nos 45 iniciais. E depois não faria muito mais. Kanu emendou um balaço na trave direita de Weverton. As bolas cruzadas na área palmeirense foram perigosas.
Mais não foi precisou fazer o Palmeiras na sua partida mais pálida em 2019, mesmo com a entrada de Lucas Lima e Bruno Henrique contra o time dos ex-palmeirenses Cicinho e Mazinho.
Ainda é pouco futebol. Mas os resultados são os esperados contra rivais mais frágeis em qualidade e quantidade. Embora, no caso, o Oeste mais bateu e usou o cotovelo do que os pés.

Tags:
  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.