Bruno Henrique ganha moral com elenco palmeirense e Marcos Rocha revela bastidor do gol de falta do volante

Bruno Henrique ganha moral com elenco palmeirense e Marcos Rocha revela bastidor do gol de falta do volante

O Palmeiras venceu o Atlético-MG por 3 a 2. O volante Bruno Henrique balançou as redes duas vezes, sendo uma delas o gol da vitória. Gol, aliás, que teve grande participação de Marcos Rocha no lançamento para o passe de cabeça do atacante Deyverson. Hoje, na Academia de Futebol, bati um papo exclusivo com o lateral direito do Palmeiras pelo Esporte Interativo e ele falou sobre a alegria de participar do gol da vitória contra o Galo, que o emprestou ao Palmeiras até o final do ano.

“Visto a camisa do Palmeiras hoje e quero fazer o melhor para que o time vença. Ontem, se tivesse que dar porrada, brigar, se tivesse que fazer o gol ou dar uma assistência, eu faria de tudo para que o Palmeiras vencesse, como aconteceu no finalzinho tendo a minha participação no último gol, dando o lançamento para o Deyverson”, falou em entrevista aos canais Esporte Interativo.

O lateral respondeu também sobre a importância do novo capitão da equipe e explicou por qual motivo Bruno Henrique ganhou a braçadeira do elenco e também do técnico Roger Machado.

“Foi a confiança que ele adquiriu durante a temporada e pelo nível de futebol que ele apresentou também. Isso foi dando confiança no trabalho dele para o Roger Machado. É um jogador que sabe se expressar no campo, sabe se expressar na roda antes de entrarmos de vez no jogo, então a conduta dá credibilidade para que ele seja o capitão do Palmeiras”, opinou Marcos Rocha.

O segundo gol de Bruno Henrique, aliás, saiu em uma falta batida da entrada da área. O Palmeiras não marcava um gol assim em uma partida valendo três pontos desde o dia 28 de fevereiro de 2015, quando Robinho balançou as redes do Capivariano pelo Paulistão. A bola entra no canto do goleiro Victor, mas a falta não foi batida ali por acaso. Marcos Rocha revela o segredo que valeu o fim do jejum.

“Sabedor das características do Victor, o Roger passou para ele que o Victor sempre dava um passinho para trás da barreira, então ele foi feliz na cobrança. Hoje ele é nosso batedor oficial e espero que ele possa estar nos ajudando, porque a gente sabe que a bola parada decide muitos jogos”.

O próximo compromisso do Palmeiras acontece na quarta-feira, 19h30, contra o Fluminense no Maracanã. O Palmeiras ocupa a 5ª colocação do Brasileirão com 23 pontos, sete a menos do que o líder Flamengo.

  • Rodrigo Fragoso

    Rodrigo Fragoso

    Formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero e especializado em gestão, direito e marketing esportivo pela FIFA/CIES/FGV.