Candidato subindo em todas as pesquisas, em todos os cenários: Palmeiras 2 x 0 Atlético Paranaense

Candidato subindo em todas as pesquisas, em todos os cenários: Palmeiras 2 x 0 Atlético Paranaense

Dudu tocou bonito de primeira pela direita como o Palmeiras só passou a acertar o pé de fato no segundo tempo contra o bem arrumado Atlético de Tiago Nunes. Deyverson (que entrara seis minutos antes e já chutara uma bola perigosa) enfiou uma bola para Willian que lutava como sempre mas não estava tão bem como de costume. Ele apareceu à frente do bom goleiro Santos e tirou dele com consciência e categoria, aos 25 do segundo tempo.
Bonita jogada. Bela enfiada de Deyverson.
Quem diria?
Eu não.
O que parecia muito difícil pelos méritos paranaenses. O Furacão adotava a linha de zaga alta e foi melhor nos primeiros 25 minutos, quando o 4-1-4-1 de Tiago deu pouco espaço ao Verdão sem Weverton, Diogo Barbosa e Bruno Henrique dos atuais titulares. A jogada rápida e bem trabalhada deu no gol justo. Também pela segunda etapa melhor a partir da entrada de Bruno Henrique para destravar um meio-campo mais pesado com Thiago Santos e Felipe Melo.
Bastou Felipão plantar FM na cabeça de área (mais uma vez muito bem), soltando Bruno para ajudar Moisés a armar o que não conseguia, para o Palmeiras mandar no jogo, não conceder chance alguma ao rival na segunda etapa, e ainda ampliar aos 49, quando Willian recebeu bola recuperada na raça por BH e foi derrubado por Santos.
Pênalti bem marcado e executado por Moisés. Enfim acabando com a zica de cobranças perdidas pelo Palmeiras. E dando pouco espaço para críticas ao time que se acerta em tudo. Tudo está dando certo. E dá mesmo para pensar seriamente em tudo que está em disputa. E não é pouco.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.