Com fantasmas, quebras e arrancadas no histórico, domingo tem Palmeiras e Bahia

Com fantasmas, quebras e arrancadas no histórico, domingo tem Palmeiras e Bahia

Foi em um desses que Cuca deixou o comando do Palmeiras na segunda passagem pelo Palmeiras, no que era o retorno do técnico recentemente sagrado campeão nacional com o verde e branco. Em um nada insoso dois a dois, aquela noite de Pacaembu foi o estompim da crise que envolveu o afastamento do hoje incontestável Felipe Melo e da não utilização sistemática de Miguel Borja, o nove que deve reassumir o comando do ataque palmeirense neste domingo.

Meses mais cedo, sob o comando de Cuca e da calça vinho que lutava para arribar o elenco transformado e superar a sombra pesada do trabalho campeão, o Palmeiras teve diante do Bahia uma de suas melhores tardes daquele trabalho. Com gols de Roger Guedes, Yerri Mina, Keno e Willian, esse último o único que ainda segue no esquadrão palmeirense, a equipe goleou em Salvador e encerrou o jejum sem vitórias longe do Allianz Parque.

A casa palmeirense que voltou a sediar um duelo contra os baianos apenas em 2018, mas em dose dupla. Pelo Brasileirão, uma das melhores noites de Miguel Borja que balançou a rede e ainda deu uma assistência para o três a zero. O camisa nove soma algumas várias boas exibições nesse confronto. Já pela Copa do Brasil, nos meados da estreia da comissão de Luís Felipe Scolari, os baianos foram eliminados por uma vitória magra que veio dos pés de Dudu.

O reencontro agora reúne a maior venda da história dos baianos jogando de verde, uma grande revelação alviverde, de azul grená. O antigo comandante do alviverde pelos lados do Bahia e um antigo camisa 9. A estreia do novo nove, Luiz Adriano, a chance do sempre sortudo dono da nove. Um aspirante à artilharia com chance de reestrear no Allianz. Não é um mero duelo de campeonato. É o pré duelo pela América. São ingredientes arretados para um tarde de mais história.

Tags:
  • João Gabriel

    João Gabriel

    De família italiana e tipicamente alviverde, é de São Manuel, interior do estado. Se formou em Jornalismo pela USC/Bauru e é pós graduado em jornalismo esportivo pelo IPOG/SP.