Contra o Bahia, Palmeiras desperdiçou pontos que candidato ao título dificilmente pode desperdiçar

Contra o Bahia, Palmeiras desperdiçou pontos que candidato ao título dificilmente pode desperdiçar

Há pontos que uma equipe cujo objetivo é o título em competição de pontos corridos não pode desperdiçar. A sequência do Palmeiras após a demissão de Roger Machado deve ser considerada positiva. No Brasileirão, conquistou todos os 15 pontos disputados ao lado de seu torcedor e não perdeu nenhuma das cinco partidas fora de casa, conquistando ainda três pontos contra Vitória e Chapecoense. Mas contra o Bahia, o cenário tanto exigia quanto era propício para colocar três pontos na bagagem para São Paulo.

Nos últimos dez jogos pelo Brasileirão, o Bahia conquistou três vitórias contra América-MG e Sport em casa, além do Ceará longe de seus domínios. Tanto São Paulo, no Morumbi, quanto Internacional, na Fonte Nova, apareceram entre os adversários dessa série e não perderam pontos para o Tricolor. Concorrentes diretos pelo título aproveitaram o momento de instabilidade da equipe de Enderson Moreira para vencer.

Além disso, o trabalho da comissão técnica de Luiz Felipe Scolari já ultrapassou dez jogos e, portanto, já entende bem o funcionamento de suas peças. O momento é diferente daquele em que Turra empatou com o mesmo Bahia na Fonte Nova pela Copa do Brasil ou quando Felipão não saiu do zero com o América-MG no Independência pelo Brasileirão. Ali ainda era preciso entrosar, entender e criar a sintonia do que se pede de fora do campo e do que se faz no gramado.

Embora o Palmeiras não tenha vencido nos últimos dois jogos, não enxergo motivos para criticar o trabalho desenvolvido até aqui pela atual comissão técnica. Na entrevista coletiva, o auxiliar Paulo Turra, que substituiu o suspenso Felipão, deixou claro que ficou satisfeito com a entrega dos atletas, embora tenham tido um desempenho abaixo daqueles apresentados habitualmente. O primeiro passo para evitar uma grande oscilação é reconhecê-la em seu início. Pontos como esses diante do Bahia não voltam e fazem falta, principalmente na reta final. Se o Palmeiras pensa em título brasileiro, precisa minimizar a perda de pontos já na próxima rodada, contra o Sport, na Ilha do Retiro.

  • Rodrigo Fragoso

    Rodrigo Fragoso

    Formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero e especializado em gestão, direito e marketing esportivo pela FIFA/CIES/FGV.