(Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Nesse momento do Brasileirão, embora o Palmeiras ostente o melhor ataque da competição com 51 gols marcados, o clube tem de lidar com o fato de ser a pior defesa do G7, grupo que garante vaga na Copa Libertadores 2018, com 39 gols sofridos. O cenário poderia ser outro se não fosse o atípico desempenho defensivo dos últimos três jogos.

Diante de Cruzeiro, Corinthians e Vitória, foram oito gols sofridos. Antes dessa sequência, o Palmeiras precisou entrar em campo nove vezes para sofrer nove gols. Não há dúvidas de que as falhas defensivas resultaram na perda de pontos essenciais nessa reta final de Brasileirão.

Contra Cruzeiro e Vitória, a primeira linha do Palmeiras contou com Mayke, Juninho, Edu Dracena e Egídio, enquanto Mina substituiu Juninho no clássico diante do Corinthians. Nos outros nove jogos, a mesma linha utilizada contra Cruzeiro e Vitória apareceu diante de Grêmio, Ponte Preta, Atlético-GO, Fluminense e Coritiba. Tchê Tchê, Jean, Luan, Zé Roberto e Michel Bastos também surgiram em algumas formações que iniciaram as outras quatro partidas, mas não convenceram os dois últimos treinadores de que deveriam se fixar no quarteto.

O detalhe curioso se apresenta nos números dessa primeira linha mais atuante em diferentes momentos. Nas partidas que antecederam as complicadas últimas três rodadas, o quarteto entrou em campo cinco vezes e o time sofreu apenas dois gols, encerrando três duelos sem ver a bola balançar as redes de Fernando Prass. Contra Cruzeiro e Corinthians, acumulou cinco gols sofridos.

Diante do Flamengo, próximo desafio do Palmeiras, Alberto Valentim não poderá repetir essa linha, tendo em vista que Egídio foi liberado para resolver problemas pessoais. Zé Roberto e Michel Bastos são as opções para substituí-lo. Juninho, Edu Dracena e Mayke estão à disposição do técnico. Vale registrar que o atacante Willian treina normalmente e volta ao time. Borja e Mina estão na lista de desfalques, já que servem a Seleção da Colômbia nesse momento.

Comente

comentários