De 0 a 100 km/h em 3 segundos, Scarpa se vê no melhor momento no Palmeiras

De 0 a 100 km/h em 3 segundos, Scarpa se vê no melhor momento no Palmeiras

Poucas coisas no mundo chegam à 100 km por hora em três segundos. Uma delas é o chute de Gustavo Scarpa que garantiu a importante vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Grêmio na última terça-feira em Porto Alegre, pelo 1º jogo das quartas de final da Copa Libertadores.

O camisa 14 concedeu entrevista coltiva nesta quinta, 22, e falou sobre o petardo que atingiu o gol gremista, além de comentar sobre o seu melhor momento vivido desde que chegou ao clube.

Confere aí o resumo da coletiva:

Gol mais bonito da carreira? Ajuda na titularidade?

Realmente foi um chute muito bonito, algo que eu treino bastante, nao só em falta, mas busco ás vezes essa finalização fintando alguém. Fiquei bastante feliz com o gol e foi bem bonito. Eu já fiz alguns gols bem bonitos de fora da área, na época do Fluminense, em relação a titularidade eu busco sempre fazer o meu melhor, a gente sabe que aqui no Palmeiras o elenco é muito grande, qualificado, sempre tem o rodízio. Espero sempre que tiver as oportunidades, aproveitar...

Recebeu algum meme comparando a velocidade do chute? Poucas coisas chegam de 0 a 100 km/h em 3 segundos...

Não, não. Só fiquei sabendo da velocidade do chute, como ontem a gente teve folga, eu fiquei na minha cidade, acabei me desligando um pouco disso. Hoje que voltei vi o gol por diversas vezes, mas acho que são poucas coisas que atingem de 0 a 100 em 3 segundos.

No que a atuação de terça pode ajudar a te manter como titular?

É complicado falar sobre titularidade, o professor tem bastante opção em todas as posições, nao me preocupo em ser considerado titular ou não, até porque ás vezes quem não é considerado titular joga um jogo de brasileirão, que é um grande campeonato. Procuro receber bastante oportunidades e aproveitá-las.

**Qual é o tamanho da vantagem do Palmeiras sobre o Grêmio? **

É uma vantagem grande até começar o jogo, temos que tomar muuto cuidado, o Grêmio é uma equipe extremamente qualificada, não podemos ser hipócritas de falar que não foi um grande resultado porque foi, mas temos que entrar mais determinados e concentrados na terça-feira pra manter a vantagem e garantir a classificação.

**Muda muita coisa do Allianz para o Pacaembu? **

Muda sim. A estrutura do Allianz é melhor, cabe mais torcida, mas o campo do Pacaembu acho que é o melhor do Brasil, é bom pro Grêmio pelas características do time deles, mas é bom pra gente também. A gente não fica pensando nas dificuldades, o estadio está definido, temos que trabalhar pra fazer um bom jogo e garantir a classificação.

**Números de artilheiro? Como se sente? **

O numero no meio da temporada ele vai te motivando mas ele acaba nao significando uito, nao veio o titulo ainda, o ano não terminou, estou preocupado mais em ajudar o Palmeiras de alguma forma em conquistar titulos, claro que quando acaba o ano é gratificante ver seus números expressivos de participações gols, mas não dá pra se acomodar com isso. Com um elenco tão qualificado se você acomoda e faz um ou dois jogos ruins, tudo o que você fez já fica pra trás. Espero fazer mais gols, dar mais assistências e buscar mais vitórias.

**O que muda com a saída do Melo e a entrada do Thiago Santos? **

O Felipe tem mais facilidade na bola longa, enquanto o Thiago acaba saindo pra buscar mais o adversário, no fundo a característica de marcação dos dois se equivalem bastante, com certeza ele terá nosso apoio se jogar. A gente pensa em quem vai entrar, em dar moral pra quem vai receber a oportunidade. Lamentar quem não vai poder jogar não vai adiantar nada.

Melhor momento no Palmeiras?

Acredito que sim, estou tendo uma sequencia legal agora né? fiquei um tempinho sem jogar, acontece. Espero que eu consiga melhorar mais, não tem tempo pra acomodar. Que eu consiga melhorar meus numeros, os numeros de vitorias do Palmeiras, espero que eu consiga.

Como você vê esse final de semana sem jogo. Nem vai precisar virar a chave...

É diferente a gente passar o final de semana treinando sem jogos, é bom porque a gente pode treinar algo mais específico em relação ao Grêmio, não precisamos mudar o tipo de treino por causa de outro adversario. É melhor jogar do que treinar, mas a gente vê com bons olhos, a gente vai aproveitar essa semana pra ver onde a gente errou, onde a gente pode melhorar. Tenho certeza que vai fazer bem pra gente.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!