Foto: Gabriel Amorim/Nosso Palestra

Divino. Se tem um adjetivo que pode definir a manhã deste domingo (24), para os palmeirenses presentes na Cantina Palestra, a palavra é essa: Divino.

Em evento organizado por Mauro Beting e Luiz Rossi Neto, foi inaugurada nesta manhã, uma estátua de um dos maiores ídolos da história do Palmeiras, Ademir da Guia.

Ademir falou com exclusividade ao Nosso Palestra. Ele que ficou bastante emocionado durante toda a homenagem e foi muito atencioso com todos os torcedores presentes.

“É uma honra poder receber essas homenagens em vida. É muito importante pra mim isso. O Palmeiras me deu uma oportunidade e nós crescemos juntos. As conquistas merecem ser lembradas sempre.” disse o Divino.

Ele também falou sobre as decepções com o Palmeiras nesse ano. “Foram muitas contratações e o técnico acabou perdendo tempo demais para achar os 11 titulares. Em 2018 temos que definir um time no Campeonato Paulista e seguir com ele até o final do ano. Tem que ter uma continuidade.” concluiu o craque.

Perguntado por Mauro Beting qual seria o momento mais especial dele com a camisa do Palmeiras, Ademir não titubeou: “A final do Campeonato Paulista de 74. Deixar nosso maior rival mais um ano na fila, foi um título muito especial.”

Ademir da Guia é até hoje o jogador que mais jogou pelo Palmeiras, foram 903 jogos e também o que mais ganhou, com 42 títulos conquistados. O camisa 10 da Academia completou recentemente 75 anos e na última semana 40 anos longe dos gramados.

A estátua que foi feita pelo escultor Otávio Teixeira Mendes, ficará eternizada na Cantina Palestra que fica localizada na Avenida Francisco Matarazzo, 1752, bem em frente ao Portão B do Allianz Parque.

CONFIRA OUTRAS FOTOS: 

Foto: Gabriel Amorim/Nosso Palestra
Foto: Gabriel Amorim/Nosso Palestra

Comente

comentários