Elenco do Palmeiras se reúne com Valentim em coletiva e pede apoio na reta final do campeonato

Elenco do Palmeiras se reúne com Valentim em coletiva e pede apoio na reta final do campeonato

Os jogadores do Palmeiras, junto com o técnico Alberto Valentim, concederam entrevista coletiva na Academia de Futebol na tarde desta sexta-feira (10). Apenas o lateral Egídio não participou. Segundo o treinador, Egídio foi para Belo Horizonte resolver problemas particulares.

O objetivo da foi dar explicações sobre a má fase do time e mostrar que a equipe está unida. O treinador e ‘medalhões’ da equipe como Fernando Prass, Dudu, Moisés e Edu Dracena falaram com os jornalistas.

"Em Salvador, depois do jogo, eu no meu quarto, aquele pós-jogo de madrugada que acontece quando a equipe não vence. Eu naquela noite tive a ideia de trazer todos aqui. Conversei com o presidente para que eles me dessem essa oportunidade que estamos unidos, juntos, para esses cinco jogos que restam nesse campeonato, para o objetivo principal que é o G-4. Vamos lutar dentro desses cinco jogos. Aqui estão presentes os jogadores, eu, representando a comissão técnica, e o Cícero, a diretoria. Muita gente que dá o apoio não cabe, se não traríamos todos. Tem um elemento muito importante que não está aqui hoje: é o nosso torcedor. Elemento fundamental para esses cinco jogos. O que quero falar com isso? Quero dizer que precisamos muito dos nossos torcedores. Vamos precisar muito deles. Desde que estou aqui, são três anos. Todos os momentos difíceis a torcida se comportou da melhor maneira possível, principalmente dentro do estádio. Nos ajudando, apoiando, não vai ser diferente. Lógico que os torcedores não estão contentes, como não estamos. Conversamos com alguns jogadores até de madrugada. Eu acredito que o torcedor vai ao estádio nos apoiar", disse o técnico.

Além do treinador, o goleiro Fernando Prass também ressaltou a importância do apoio da torcida. “Estou aqui desde 2012. Passamos por vários momentos. Primeiro sem o Allianz, onde jogamos em vários estádios. Eu não me lembro de ter jogado, em qualquer um desses estádios, com ele longe da capacidade total. Em 2014, na arena, naquele momento difícil, o apoio foi irrestrito. Por isso que a gente conseguiu escapar aquele ano com aquela pontuação. De lá para cá a gente não jogou sem estar com o estádio lotado. A gente entende e compreende essa tristeza do torcedor. É paixão pura, ele quer que o time vença todas. O Palmeiras é o time mais cobrado do Brasil. Tudo por culpa nossa, pelo que fizemos no passado e projetamos no futuro. Não podemos nunca reclamar de uma vírgula da torcida", concluiu o goleiro.

Moisés fez questão de deixar clara a união do grupo. “O motivo de estarmos juntos é porque nos momentos bons sempre falamos que tínhamos uma família. Nesse momento que passamos por dificuldades, queremos provar que não vamos deixar que se bata em um jogador ou outro. É um grupo nas horas boas, que fica mais unido nas difíceis. Antes do torcedor, a gente mesmo pensa em título, mas às vezes não acontece. Esse ano o Real não está fazendo uma boa temporada, o Chelsea... Futebol é assim. O Palmeiras se planejou. E não foi só para esta temporada. O planejamento é para anos seguidos, ainda não caiu por terra, tem muito a vencer. Queremos pedir o apoio do torcedor mais uma vez. A gente sabe que não é fácil, o torcedor e nós estamos se sentido envergonhados", comentou o camisa 10.

Dudu comentou sobre o episódio do lateral Egídio, que discutiu com um torcedor no desembarque do aeroporto, em São Paulo. O jogador foi punido pela diretoria com multa. “Ficamos tristes com essa cobrança em cima do Egídio. Sobre ele, a diretoria que se posicionou assim, somos jogadores, temos que acatar isso", disse o camisa 7.

Para Dracena, o Palmeiras tem totais condições de atingir objetivo de conquistar a vaga para a Libertadores. “Ninguém aqui é máquina. Está todo mundo triste, mas ao mesmo tempo confiante que vamos conseguir o objetivo. Primeiro era ser campeão, ficou distante. Agora temos que classificar para a Libertadores", concluiu.

O Palmeiras enfrenta o Flamengo no domingo, às 17h (de Brasília), no Allianz Parque. O Verdão ocupa a quarta colocação no campeonato com 54 pontos.