Empate que merecia gols: São Paulo 0 x 0 Palmeiras

Empate que merecia gols: São Paulo 0 x 0 Palmeiras

Foi a melhor exibição do São Paulo em 2019. Mas não conseguiu em casa (para mais de 43 mil tricolores animadíssimos e que aplaudiram a atuação da molecada ao final do Choque-Rei) vencer o rival campeão brasileiro que jogou para não perder. E mais uma vez conseguiu não ser vazado. Embora tenha passado a impressão que pudesse o Palmeiras ter feito mais do que fez no Morumbi - mas com a Libertadores na Argentina na terça-feira como justificativa compreensível para a estratégia adotada como visitante.

Com 40 segundos já teve treta. Bruno Alves deixou o braço em Deyverson. Felipe Melo chegou felipando. E mais se veria em várias pancadas em Antony, revides tricolores, duas faltas perigosas não marcadas para o São Paulo, e o pênalti que eu não teria marcado em Dudu e também teria corrigido como fez Vinicius Furlan.

(E fica o recado pra todos os brasileiros: vamos finalizar em vez de cair e/ou cavar lances como esses. A chance de pênalti ser marcado e confirmado é cada vez menos menor - certo ou errado).

Bola rolando, o São Paulo foi pouco melhor na ótima primeira etapa. Antony é mesmo diferente. Ainda prende um pouco demais a bola, natural pra idade e talento, mas dá velocidade e contundência, como Igor Gomes agiliza o time e melhora o desempenho de Pablo.

Mas ainda faltou algo mais. Não foram tantas as chances de gol. Também porque o Palmeiras é muito forte, competitivo, entrosado e sabe o que quer. Você pode até pedir mais futebol pelo potencial alviverde. Mas o time faz tudo que pensa e passa Felipão. Por isso é difícil passar por esse Palmeiras.

Na segunda etapa, uma chance de bola parada para Bruno Henrique, outra para Arboleda também no fim, é pouco mas. Com Scarpa discreto, Goulart desgatado, e só Dudu como sempre aceso em jogo grande, o Palmeiras não criou tanto. O São Paulo sentiu Liziero definhar fisicamente e o time parar na solidez defensiva alviverde, justificando o empate que merecia gols pelo primeiro tempo (também pelas bolas nas traves de Dudu e Pablo).

O São Paulo jogou bem e não ganhou em casa. Mas vai pro Allianz Parque mais forte do que chegou ao Morumbi. O Palmeiras ainda é favorito. Mas nem tanto.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.