Autor de um dos gols do Palmeiras no decepcionante empate em 2 a 2 com o Ceará, neste domingo (10), o atacante Dudu não tem consulta de nenhum time da Arábia Saudita. O empresário do jogador, André Cury, afirma que não foi procurado por ninguém do continente asiático nas últimas semanas.

Tal afirmação vai na contramão do que foi dito por Giba Brasil, da DG Assessoria Soccer Esportiva - empresa de agenciamento de atletas de alto rendimento -, ao blog Toque Di Letra, do Portal Uai, de Belo Horizonte, no último sábado (9).

Dizendo-se membro do staff de Dudu, Giba, sem revelar detalhes sobre valores ou o nome do time, confirmou ao blog mineiro que um clube árabe havia feito uma consulta sobre o camisa 7 do Palmeiras.

Questionado pelo Nosso Palestra, Cury, que agencia a carreira de Dudu desde fevereiro deste ano, disse que não trabalha com Giba. E mais: "Nem conheço Giba Brasil. Eu sou o empresário do Dudu e não fui procurado por ninguém da Arábia Saudita", declarou o empresário.

Procurado desde a noite de sábado, Giba Brasil não atendeu aos telefonemas feitos pelo Nosso Palestra, tampouco retornou as ligações até as 19 horas deste domingo, conforme solicitado pela Reportagem. O agente também não respondeu as mensagens enviadas pela Reportagem sobre o assunto, que o mesmo visualizou no WhatsApp.

Recusa em janeiro

Em janeiro deste ano, Changchun Yatai tentou contratar o atleta por 13 milhões de euros - cerca de R$51 milhões. Até então capitão do Palmeiras, Dudu recusou a proposta alegando estar feliz no Clube e a família plenamente ambientada a São Paulo.