Especial Libertadores-99: Felipão ameaçava multar jogadores que não estivessem rendendo bem, em 10/05/1999

Especial Libertadores-99: Felipão ameaçava multar jogadores que não estivessem rendendo bem, em 10/05/1999

Na véspera de São Paulo 5 x 1 Palmeiras, no Morumbi, com apenas 4 titulares de um elenco esgarçado pela maratona de três competições jogadas quarta, sexta e domingo, Felipão disse que o Choque-Rei seria uma barbada para o dono da casa. E foi.

O treinador queria dar um tranco público para obter uma resposta dos reservas e mesmo dos titulares. Depois da goleada e da atuação ruim na segunda etapa, Felipão soltou a matilha ainda no vestiário derrotado:

"Temos que dar uma chacolhada em uns 4 ou 5 que estão achando que já estão na glória. Pode ter gente afastada pro banco, uma multinha de 10%... Vamos ver!".

O técnico temia que uma goleada como os 5 a 1 no Morumbi pudesse abalar a confiança do time para quarta-feira, jogo de volta das quartas da Libertadores, contra o Corinthians. Na ida, vitória palmeirense por 2 a 0 garantida pelos milagres de Marcos.

A equipe seguia oscilando. Treinador e torcida não estavam tão confiantes, mesmo com a considerável vantagem da partida de ida. "Não sou hipócrita de dizer que não temos uma vantagem pela vitória no primeiro jogo. Mas futebol é um jogo em que tudo pode acontecer. Só vamos pensar em administrar a vantagem que temos nos 15 minutos finais. Se entrarmos para não perder o jogo apenas vamos nos complicar".

As declarações fortes do treinador foram minimizadas pela diretora do clube. Sebastião Lapola disse apenas que Felipão estava "agitado" porque vinha de grip... A maioria dos atletas não quis comentar a bronca que foi reiterada numa reunião antes do treino de segunda-feira, a dois dias do jogo.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.