Mais dois presentes da cogestora Parmalat para o Palmeiras: o retorno do volante César Sampaio ao clube que deixou em dezembro de 1994 para jogar no Yokohama Flugels, e a contratação de Rivarola, 33, campeoníssimo pelo Grêmio com Felipão.

Sampaio tinha sido bicampeão brasileiro e paulista em 1993-94, além de campeão do Rio-São Paulo na primeira passagem pelo clube, entre 1991 e 1994. Titular da Seleção na Copa de 1998, ainda jogava o fino. Não necessariamente o caso do paraguaio Rivarola, que vinha como opção de banco.

O Palmeiras recontratava o capitão de 12 de junho de 1993. O homem que ergueria a Libertadores.

Deixe um Comentário

Artigo anteriorO peso que só o Palmeiras carrega
Próximo artigoSub-20 do Palmeiras derrota o Botafogo-PB e avança na Copinha
Mauro Beting
Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 27 anos por ser torcedor há 50. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério.