Especial Robertão-69: a segunda vitória, Palmeiras 2 x 1 Santos

Especial Robertão-69: a segunda vitória, Palmeiras 2 x 1 Santos

O Choque-Rei que seria contra o São Paulo depois dos dois jogos no Nordeste foi adiado para novembro por causa do gramado castigado no Pacaembu. Minelli adorou. Desde a excursão vitoriosa e desgastante pela África e Europa, o Palmeiras mal teve tempo para treinar. O adiamento do clássico ajudou. “Se não perdermos mais pontos bobos, vamos nos classificar para o quadrangular final”, dizia o treinador vice-lanterna do grupo. O preparador físico Santo Baldacin também celebrou o fato de pela primeira vez poder treinar com o elenco completo, com Ademir da Guia e Eurico recuperados de lesão.

Mas Baldochi se lesionou no tornozelo esquerdo e não jogou o clássico contra o Santos. Sem problema. Atuou Luís Pereira, o maior zagueiro da história do clube, então com apenas 19 anos. Ele e Nelson, e mais Dudu à frente deles, ajudaram a conter Pelé, que voltava ao Santos de Antoninho, que não tinha mais Gilmar na meta, depois de se desentender com o treinador.

O clássico foi ótimo como costuma ser Palmeiras x Santos. César abriu o placar aos 33, em lance confuso numa dividida com o zagueiraço Ramos Delgado, em jogada de Edu. Pelé empatou aos 10 do segundo tempo, depois de tabelar com Luís Carlos. César voltou a desempatar aos 16, depois de belo lançamento de Jaime, ganhando a dividida com Ramos Delgado.

Foi o quinto gol seguido do artilheiro. Ele agradeceu demais a Minelli pela confiança a quem ficara esquecido por quase uma temporada depois da chegada de Artime. Foi a segunda vitória palmeirenses torneio. As cornetas silenciaram em relação à saída do treinador e do cartola José Giménez López.

Depois da vitória no clássico contra o bicampeão paulista de 1968 e também vencedor do Robertão-68, com Pelé a bordo, o discurso mudara. O Palmeiras falava em classificação para o quadrangular final. A imprensa, não. Mas ela e a torcida amenizavam as críticas ao time e ao futebol da equipe que melhorava tecnicamente.

PALMEIRAS 2 X 1 SANTOS
Roberto Gomes Pedrosa - 1ª fase
Domingo, 12 de outubro de 1969
Pacaembu
Juiz: Arnaldo César Coelho
Renda: NCr$ 174 598
Público: 31 396
PALMEIRAS: Leão; Neves, Luís Pereira, Nelson e Zeca; Dudu, Jaime e Ademir da Guia; Edu, César e Serginho
Técnico: Rubens Minelli
Gols: César 33 do 1º; Pelé 10 e César 16 do 2º

Tags:
  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.