Especial Robertão-69: ficou difícil, Fluminense 2 x 0 Palmeiras

Especial Robertão-69: ficou difícil, Fluminense 2 x 0 Palmeiras

O que era esperança de classificação ainda difícil para o quadrangular final pareceu perdida com a derrota na noite de sábado no Maracanã para o campeão estadual de 1969. O time de Telê Santana foi bem melhor e mereceu a vitória contra um Palmeiras lento, sem inspiração e que voltou a errar muitos passes.

Os primeiros 20 minutos foram os melhores. Depois, quando Telê liberou o volante Denilson para jogar mais à frente, Minelli acabou puxando Serginho para ajudar Ademir e Jaime no meio, e o Fluminense passou a mandar no jogo. O técnico tricolor inverteu os lados dos pontas aos 25. Cafuringa foi jogar na esquerda e Lula (ponta do Palmeiras na conquista da Taça Brasil-67) foi atuar pela direita.

O Palmeiras não se achou mais. Flávio Minuano abriu o placar aos 42, numa cobrança de falta cometida por Ademir da Guia que ainda bateu na trave. O time de Minelli esboçou alguma reação com as mudanças feitas pelo técnico. Sobretudo quando Cardoso foi jogar ao lado de César, com Serginho fechando de vez o meio-campo. Mas o Flu seguiu melhor e fez 2 a 0 com o lateral-esquerdo Marco Antonio, que seria tri mundial pelo Brasil, em 1970, recebendo passe de Samarone, superando Neves e batendo cruzado na saída de Leão.

A classificação para o quadrangular seguia muito difícil. O Palmeiras teria que vencer quase todos os jogos que faltavam. As cornetas seguiam sobre as cabeças do técnico e de Giménez López.

FLUMINENSE 2 x 0 PALMEIRAS
Roberto Gomes Pedrosa - 1ª fase
Data: sábado, 18/outubro (tarde)
Estádio: Maracanã
Cidade: Rio de Janeiro (RJ)
Juiz: Armando Marques
Renda: NCr$ 68 480,50
Público: 21 566
PALMEIRAS: Leão; Neves, Luís Pereira, Nelson e Zeca; Dudu, Jaime (Cardoso) e Ademir da Guia; Edu (Copeu), César e Serginho.
Técnico: Rubens Minelli
Gols: Flávio 42 do 1º; Marco Antônio 27 do 2º

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.