Euller revela que bateu pênalti no lugar de Paulo Nunes na final da Libertadores de 1999

Euller revela que bateu pênalti no lugar de Paulo Nunes na final da Libertadores de 1999

(Foto: Divulgação/Palmeiras)

Em live no canal do YouTube do Nosso Palestra, na tarde deste domingo (31), Euller revelou que bateu o pênalti no lugar de Paulo Nunes na final da Libertadores de 1999. Paulo não quis participar da disputa, contou o "filho do vento":

“Na hora das cobranças de pênalti, o Paulo Nunes não quis bater, e aí ele me perguntou (se eu queria). Eu falei assim: “Pô, tô dentro. Treinei pra isso. Treinei, tô com vontade.” Com muita fé, esperança, falei “vambora, eu tô dentro, tamo aí junto” e aconteceu de, no último minuto, poder ajudar o Palmeiras a conquistar a Libertadores. Não tem preço, não tem preço. Sou grato a todos, todos mesmo.”

Euller relatou a enorme pressão que sentiu quando se preparava e descreveu o momento da corrida para a bola:

“Nesse (pênalti) a apreensão era muito grande. Estavam em jogo ali muitas coisas. Era uma pressão enorme, enorme. Eu não me recordo de ouvir torcida, de ouvir alguma coisa. Eu não tenho na mente nenhuma lembrança de alguma coisa que eu tava ouvindo, torcida falando alguma coisa… acho que nem o apito do juiz eu ouvi. Fui lá e bati.”

Assista ao bate-papo completo com Euller:

  • Guilherme Paladino

    Guilherme Paladino

    Palmeirense, estudante de jornalismo na UNESP, com passagem pelo Torcedores e atualmente setorista no Nosso Palestra. Apaixonado por jornalismo e por esportes. "A bola não entra por acaso."