Felipão volta ao estádio São Januário em busca da glória

Felipão volta ao estádio São Januário em busca da glória

Foto: ClickParmera/divulgação

San Gennaro não erra. O Palmeiras ainda não foi campeão por conta do destino. E a chance de levar o caneco pela 10ª vez pelo Nacional será em São Januário, estádio que Luiz Felipe Scolari se despediu do clube pela 2ª vez, em 2012, pela má campanha no Campeonato Brasileiro.

Os tempos eram outros. Fernando Prass fazia parte dos vascaínos. Hoje, é um dos pilares que chegaram no calvário de 2013 para poder vivenciar glórias nacionais. Aquele Palmeiras era o atual detentor do título da Copa do Brasil e foi derrotado pelo Vasco por 3 a 1. Luan, autor do 1° gol na goleada sobre o América-MG, também era do Vasco.

Não havia camarões no elenco. Palavras de Felipão ao reclamar da falta de jogadores de qualidade na equipe. A partir daquele 12 de setembro cada um seguiu seu rumo.

Scolari acabará assumindo a Seleção brasileira antes do Mundial de 2014. Depois da Copa Mundo, passou por Grêmio e elevou a dinastia do Guangzhou Evergrande, na China.

Já o Palmeiras não conseguiu forças para se manter na Série A e disputou em 2013 a segunda divisão. O goleiro cruzmaltino naquela noite foi o líder escolhido para trilhar o novo rumo palmeirense na história do futebol.

Eis que no dia 26 de julho de 2018 Big Phil anunciava o sim, e aceitava dirigir o time oriundo do Palestra Itália. Agora com camarões e molhos à vontade. A história de ganhar a Libertadores não se repetiu no primeiro momento, mas em 2019 tem mais, porém, San Gennaro foi generoso e deu a oportunidade de levantar seu 2° brasileiro na carreira, o primeiro pelo Palmeiras e de pontos corridos no país, exorcizando seu maior pesadelo clubístico.

  • Alysson Rodrigues

    Alysson Rodrigues

    Frustrado por não ser atleta por algo que sou apaixonado viro jornalista para unir essas paixões: leituras futebolísticas e Palmeiras.