Felipe Melo explica de jeito curioso porque não merecia vermelho contra o Melgar

Felipe Melo explica de jeito curioso porque não merecia vermelho contra o Melgar

Foto: Cesar Greco/Site oficial Palmeiras

Depois da vitória por 3 a 0 sobre o Melgar, do Peru, pela 2ª rodada da Libertadores da América de 2019, uma das entrevistas mais aguardadas era do volante Felipe Melo, 35, que anotou o gol que abriu o placar no confronto, deu uma entrada passível de vermelho, mas acabou sendo punido com o 41º amarelo com a camisa do Palmeiras. “Foram minhas genitais que derrubaram ele”.

“Eu tinha roubado uma bola uns minutos antes com um carrinho de lado, então eu fui com um carrinho de lado, mas o Arias, muito esperto, entrou...e o árbitro viu que eu não dei uma tesoura nele, eu não pego com a sola do pé nas costas dele, a minha genitais encostam nele e derrubam ele”, afirmou o camisa 30 palmeirense. Melo também admitiu o medo de ser expulso e evitou divididas na etapa final.

Sobre o 6º gol marcado com a camisa alviverde, e o primeiro de 2019, o meio-campista palmeirense comentou ser “importante para um time que lutou sem a bola e criou com (bola). Hoje criamos e fizemos gol. Acho que já fizemos jogos bons, mas a bola não entrava”, ressaltou. Foi o 4º gol da carreira do atleta na competição. Desde 2004 não anotava um tento quando ainda jogava pelo Cruzeiro.

Já Luiz Felipe Scolari, perguntado sobre a situação embaraçosa, preferiu não entrar em polêmica. “Não sou árbitro. Não vi o lance de perto, quem viu foi o árbitro, se ele achou que era amarelo, ok. Quem sabe se eu estivesse do lado do Melgar eu ia brigar e dizer que merece. Achei que foi uma falta forte, mas o amarelo, naquele momento, era o mais correto. Mas não posso dizer, não tenho vídeo e nem ideia. ”

O volante acabará de mostrar sua alegria com o triunfo na competição sulamericana dando RT na postagem do Twitter oficial do Palmeiras. Veja:

  • Alysson Rodrigues

    Alysson Rodrigues

    Frustrado por não ser atleta por algo que sou apaixonado viro jornalista para unir essas paixões: leituras futebolísticas e Palmeiras.