Feminino do Palmeiras segue cartilha de treinos durante a quarentena

Feminino do Palmeiras segue cartilha de treinos durante a quarentena

Foto: Priscila Pedroso

O Palmeiras tem sido um clube exemplar nessa quarentena. Reduziu os salários dos atletas profissionais, não demitiu funcionários e não mexeu com os vencimentos dessas pessoas, mas e como anda o Palmeiras Feminino?

Segundo soube o Nosso Palestra, o Palmeiras entrou em período de quarentena logo após o jogo contra o São Paulo, já no dia 16 de março, liberando, assim, as atletas e a comissão técnica para retornarem às suas casas.

Mesmo diante da liberação, apenas algumas atletas, como é o caso da zagueira argentina Agustina, optaram por permanecer em Vinhedo, interior de São Paulo e sede da equipe feminina. A maioria das atletas retornou às suas respectivas cidades.

As meninas vêm recebendo um plano de treinamento, visando o individual de cada atleta, para fazerem os treinos em casa sendo orientadas a respeitando as recomendações de prevenção. Além do Departamento Médico estar à disposição para qualquer dúvida ou necessidade.

Elenco, diretoria e a comissão estão em contato diariamente por meio de chamadas de vídeos e um grupo no WhatsApp, para avaliar como tem sido os treinamentos a cada dia e o rendimento de cada atleta.

A equipe feminina não entrou em acordo para uma redução nos salários e as atletas seguem recebendo normalmente os pagamentos, assim como da comissão técnica e de todos os funcionários envolvidos.

A diretoria tem participado ativamente das reuniões online promovidas pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), visando o acordo com as federações para manter todos livres do vírus.

A TV Palmeiras disponibilizou apenas via Facebook entrevistas exclusivas com as jogadoras Bia Zaneratto, Maressa e Stella, além de um especial Top 5 Golaços.