Goulart mostra em seu 1° jogo como titular que não deve atuar como 9 no Palmeiras

Goulart mostra em seu 1° jogo como titular que não deve atuar como 9 no Palmeiras

(Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação)

Ricardo Goulart foi um dos grandes nomes da suada vitória do Palmeiras frente ao bom time do Ituano, ontem, no Allianz Parque, em jogo válido pelo Paulistão 2019.

Mostrando um grande faro de gol, o camisa 11 marcou pela primeira vez com o manto alviverde e parece ter conquistado a vaga de titular para a estreia do Palmeiras na Libertadores, daqui uma semana diante do Junior em Barranquilla.

Apesar dos dois gols marcados, Ricardo mostrou para a torcida algo que Scolari já sabia. Ele atua melhor vindo de trás como um homem surpresa, e provavelmente ganhará a vaga de Lucas Lima no meio campo.

O segundo gol de Goulart diante do Ituano é uma prova disso. Ele aparece como surpresa dentro da área para testar para o fundo do gol. Repare na imagem, quando Mayke recebe a bola na direita, Goulart tem um espaço gigantesco para avançar e entrar na área.

goulart1

O ex-cruzeirense também finaliza muito bem com as duas pernas, fundamento importante para quem atua de meia atacante.

Foi assim que Goulart jogou com Felipão e ganhou tudo na China. Colocar o camisa 11 para jogar de centroavante, de costas para o gol, será um desperdício e tanto.

Assim que Borja fez o terceiro gol e foi substituído, Goulart até que tentou fazer as vezes de atacante. Mas já bem cansado, não conseguiu manter o ritmo do colombiano.

Com a volta de Scarpa, o quarteto ofensivo do Palmeiras deve ser formado por: Goulart, Dudu, Scarpa e Borja. Ou Deyverson, ou Arthur Cabral.

Aos poucos, Felipão vai acertando o time e demonstrando uma evolução ofensiva.

Ontem mais uma vez o Palmeiras criou diversas chances de gol. A diferença para as duas últimas rodadas foi a efetividade na finalização.

O melhor ataque do Brasileirão 2018 parece ter acordado. E isso passa muito pelos pés de Ricardo Goulart.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!