Intensidade para combater, verticalidade para atacar: os caminhos para o Palmeiras voltar 'vivo' para São Paulo

Intensidade para combater, verticalidade para atacar: os caminhos para o Palmeiras voltar 'vivo' para São Paulo

Foto: Cesar Greco/ Ag. Palmeiras

O Palmeiras encara o Grêmio nesta terça-feira, 20, pelo 1° jogo das quartas de final da Copa Libertadores 2019. Com um bom retrospecto diante dos gaúchos, o Verdão precisará ser muito leal ao seu estilo para conquistar um bom resultado e voltar vivo para São Paulo.

A intensidade foi uma das grandes características do time de Felipão na campanha do Decacampeonato brasileiro, e também no início desse Brasileirão, quando o time alcançou a marca de 33 jogos invictos no campeonato.

Com uma segurança invejável para se defender, o alviverde se mostrou muitas vezes um time encardido de se enfrentar.

Problema é que o time perdeu seu ímpeto combativo e nas últimas apresentações andou dando muito espaço para os adversários.

Para conquistar um bom resultado diante do time de Renato Gaúcho será imprescindível manter a concentração e a obediência tática, principalmente para controlar o lado esquerdo do tricolor gaúcho, que com Everton Cebolinha tem a sua grande força.

Se manter atento na defesa e construir rapidamente a sua saída para o ataque pode ser crucial ao Verdão. A concentração também passa por manter a cabeça e não ficar com um jogador a menos, o que destruiria todo o plano de intensidade do time.

Com Dudu em grande fase e a presença do inteligente Luiz Adriano no comando de ataque, marcar gols pode ser fundamental para garantir a classificação para as semis no Pacaembu. (Lembrando que na Libertadores permanece o gol qualificado marcado fora de casa).

Em 2018, ainda com Roger Machado, o Palmeiras fez a sua melhor apresentação no ano justamente no palco do jogo de amanhã.

Intenso, organizado e fatal, o Palmeiras venceu o Grêmio por 2 a 0 e acabou com uma grande invencibilidade dos gaúchos na Arena do Grêmio.

Com o empate de sábado, o Palmeiras chegou a três jogos invictos na casa do rival gaúcho, porém os 90 minutos desta terça prometem ser os mais difíceis de toda essa história.

Felipão deve mandar a campo a seguinte escalação: Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Zé Rafael, Dudu e Luiz Adriano.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!