La Brujita Verón e Gabriel Veron: o Nosso Palestra e a TV Palmeiras fizeram a tabelinha

La Brujita Verón e Gabriel Veron: o Nosso Palestra e a TV Palmeiras fizeram a tabelinha

O ponta Juan Ramon Verón, La Bruja, tinha 24 anos quando driblou os zagueiros Baldochi e Osmar e tocou na saída de Valdir, empatando aos 38 do segundo tempo o primeiro jogo decisivo da Libertadores de 1968, em La Plata. Faltando dois minutos para acabar, ele tocou para Flores virar o jogo. Dolorida derrota do desgastado time palmeirense por 2 a 1.

No jogo de volta, no Pacaembu, o Palmeiras perdeu até pênalti, mas em um show do atacante Tupãzinho venceu bonito o Estudiantes por 3 a 1. Gol argentino marcado aos 36 por Verón, entrando livre no meio da área depois de passe de Conigliaro.

Na finalíssima, na Montevidéu lotada por argentinos, o Estudiantes foi campeão vencendo por 2 a 0. Aos 36 finais, Verón ganhou de Osmar, driblou Valdir e fez o segundo gol. O terceiro em três jogos.

CC25F9AC-202A-48C6-8986-DAD6CA2CC69A

Mauro Beting e Pablo Milanini

Em 1975 nasceu seu filho Juan Sebastián Verón. La Brujita. Meia Campeão da Libertadores de 2009 contra o Cruzeiro. Os quatro títulos do Estudiantes tiveram um Verón em campo.

Em 2002 nasceu em Assu, no Rio Grande do Norte, Gabriel Veron. Homenagem do pai à Brujita Verón. Em 2017, o atacante chegou ao sub-15 do Palmeiras.

Em outubro de 2019, Pablo Pecas Milanini, que foi treinado por La Bruja Verón na adolescência na Argentina, pediu um vídeo ao amigo e companheiro de base Juan Sebastián Verón, hoje presidente do Estudiantes de La Plata. Pablo trabalha no Esporte Interativo no Brasil com Mauro Beting, Alex Müller e Rodrigo Fragoso (todos também da redução do NOSSO PALESTRA). No vídeo gravado no celular no novo estádio do Estudiantes, La Brujita Verón manda um abraço ao jovem brasileiro que tem o nome em homenagem a ele.

Em 17 de novembro de 2019, Gabriel Veron é tetracampeão mundial sub-17 pelo Brasil. Eleito melhor jogador do torneio. Na volta ao Palmeiras, recebe o vídeo de Verón e autografa uma camisa para ele.

Em 5 de dezembro, Pablo vai visitar seu velho amigo Sebastián, na Argentina. Entrega a ele a camisa 47 autografada pelo Veronzinho, com o vídeo de agradecimento produzido pela TV PALMEIRAS. La Brujita agradece e dá ao jovem palmeirense uma camisa 11 do Estudiantes como a dele. Como a do pai dele que por três vezes fez gols no Palmeiras de Gabriel Veron, há 51 anos.

90F73C45-E027-41C6-901A-C41B1AD35717

Pablo é o indicado agachado. La Brujita Verón é o marcado em pé

Naquela mesma noite, em Campinas, Gabriel Veron marca seus dois primeiros gols pelo Palmeiras, nos 5 a 1 contra o Goiás. Ele ainda não sabia que ganharia a camisa que naquele mesmo dia havia sido dada por La Brujita.

Pés e mãos quentes dos dois Veron.

A reportagem está na TV PALMEIRAS.

Veja no link abaixo.

Uma história de pai, filho e "afilhado" batizado com sobrenome de craques.

Um que fez muito contra o Palmeiras em 1968. Outro que foi do Parma que foi irmão-leite do Palmeiras entre 1992 e 2000, via Parmalat. O afilhado que fará ainda mais pelo Palmeiras a partir de 2019.

Como descreveu Armando Nogueira, "Ademir da Guia tem nome e sobrenome de craque".

Gabriel Veron tem tudo para ir longe. Ou melhor: ficar por aqui com a gente que é Palmeiras.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.