Luxemburgo: um estrategista em campo e nas cartas

Luxemburgo: um estrategista em campo e nas cartas

Com 23 conquistas por grandes clubes país em seu currículo, incluindo quatro campeonatos estaduais e dois brasileiros à frente do Palmeiras, onde conquistou mais títulos na sua carreira de técnico: Vanderlei Luxemburgo é reconhecido mundo afora pelo trabalho na beira dos gramados. Mas também não é segredo para ninguém que o treinador é um ávido jogador de poker.

Luxemburgo também é famoso por se aventurar regularmente nas mesas de carteado – seja em noites de poker ao lado de Neymar e Ronaldo, viajando para disputar torneios profissionais no Brasil e no exterior ou jogando com um grupo de amigos, que se reúne em diversos pontos do país, para praticar o esporte da mente. Segundo Luxemburgo, “o poker é um jogo de inteligência emocionante”, sendo uma ótima opção de diversão para preencher as horas de lazer.

Apelidado pela lenda do jornalismo esportivo Roberto Avallone de “o estrategista”, Luxemburgo é conhecido por ser um técnico capaz de criar diferentes estratégias para tentar surpreender e superar os adversários, além de uma grande capacidade de mexer no time. Com seu estilo durão, as atividades comandadas pelo novo treinador do clube alviverde costumam ser marcadas por muitas intervenções, broncas e conversas com os jogadores.

A metodologia de treino de Luxa, como gosta de ser chamado pelos jornalistas, consiste em repetições – várias delas se for necessário, para atentar seus jogadores para a marcação sob pressão e uma rápida troca de passes. E o comandante não se dá por satisfeito com qualquer jogada. As atividades com a bola seguem até que se consiga o acerto, sendo que ele não tem dó de parar o treino com uma sequência de intervenções – muitas vezes também acompanhadas por palavrões.

Apesar dessa faceta mais rígida de quem cobra e muito dos seus jogadores, Luxemburgo consegue ser um treinador bastante versátil. Ele é capaz de deixar, em poucos minutos, o lado austero de lado para assumir um papel mais de parceiro da sua equipe. Algo que só quem já esteve sob o comando do “professor” consegue explicar. Tudo isso tem um único objetivo: dar liga ao time e conquistar títulos.

Futebol e poker: esportes com muito em comum

Embora, a princípio, seja difícil perceber que existem muitas semelhanças entre o futebol e o poker, os dois esportes têm muito mais em comum do que pode parecer inicialmente. Jogos como Omaha e Texas Hold’em podem não ser tão exigentes fisicamente quanto o futebol, mas são desafios mentais intensos que exigem estratégia avançada, assim como uma natureza competitiva. Duas características pessoais marcantes de Luxemburgo.

Assim como um bom técnico de futebol precisa conhecer a fundo os pontos fortes e fracos do seu elenco e qual a melhor escalação possível frente a um adversário, para se dar bem nas mesas de carteado um bom jogador deve dominar a sequência do poker e as probabilidades matemáticas de atingir certas mãos. Não é surpresa, portanto, que Luxemburgo seja um mestre em mexer na escalação da equipe.

luxa2
Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras
Luxemburgo é conhecido pelo estilo estrategista e durão

Além disso, o futebol e o poker também exigem que os jogadores estejam um passo à frente da concorrência durante cada partida. Por exemplo, os treinadores precisam identificar as fraquezas da equipe adversária ou de um craque individual para que possam criar uma estratégia de defesa ou ataque mais forte. Os profissionais de poker seguem uma tática semelhante para que possam garantir o prêmio em dinheiro.

Da mesma forma, é claro que tanto os treinadores de futebol quanto os jogadores de poker às vezes precisam mudar de estratégia, pois o oponente pode mudar suas táticas, ou eles podem ter falhado em executar seu plano com sucesso. Consequentemente, eles podem ser forçados a lançar um ataque mais agressivo ou optar por adotar uma abordagem mais leve e constante. Capacidade de adaptação é outra coisa que Luxemburgo tem de sobra.

Conquistas no poker

Apesar de acumular vários títulos importantes nos gramados, Luxemburgo ainda não conseguiu repetir o mesmo sucesso nas mesas. Seu resultado mais expressivo até hoje foi um vice-campeonato em um torneio brasileiro de poker.

O destaque fica por conta do segundo lugar no Desafio das Estrelas, durante a etapa de 2018 do BSOP Millions, a última do brasileiro de poker, que contou com diversas celebridades. Com o vice-campeonato, Luxa conseguiu uma entrada no evento principal, além de um pacote para jogar outra etapa do BSOP (Brazilian Series of Poker) no ano seguinte.

Luxemburgo também disputou outro evento do BSOP 2018, que aconteceu em São Paulo. O técnico de futebol chegou a começar bem no torneio, deixando vários adversários para trás, mas acabou batendo na trave. Isso porque o torneio teve um total de 93 entradas e distribuiu prêmios para os 13 primeiros colocados, e Luxemburgo acabou sendo eliminado na posição mais ingrata possível do campeonato: a décima quarta. Ou seja, apenas uma acima da zona de premiação.

Luxa3
Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras
Luxa é famoso por se aventurar regularmente nas mesas de carteado

Ainda em 2018, Luxemburgo participou também do Super High Roler, que foi disputado no Casino Iguazu, localizado na tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. Após pagar uma inscrição no valor de US$ 5 mil, o treinador novamente conseguiu avançar até o dia final do campeonato, mas novamente acabou ficando de fora da faixa de premiação.

Luxemburgo teve boa premiação nas mesas em sua carreira paralela, mas bem menos do que o futebol lhe proporciona – o treinador fechou contrato com o Palmeiras até dezembro de 2021, com um salário mensal de R$ 600 mil. De acordo com o portal HendonMob, considerado um dos principais bancos de dados de poker do mundo, Luxemburgo acumula um total de apenas US$ 8.861 em premiações, cerca de R$ 50 mil. Isso é consideravelmente inferior ao que costuma ganhar quando está à beira do gramado.

Tags: