"Medida equivocada" diz especialista sobre bloqueio de R$ 200 milhões do caso Scarpa

"Medida equivocada" diz especialista sobre bloqueio de R$ 200 milhões do caso Scarpa

Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação

A novela envolvendo Gustavo Scarpa e o seu ex-clube continua , e o capítulo dessa semana não foi favorável ao Palmeiras. Em decisão realizada na última sexta-feira, a juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do Rio, acatou a solicitação do Fluminense e determinou o bloqueio de R$ 200 milhões de Gustavo Scarpa e do Palmeiras.

O pedido faz com que o clube e o jogador tenham até 5 dias para o depósito em juízo do valor para eventual vitória do clube carioca na disputa pelos direitos do meio campista. O pedido é chamado de antecipação de tutela e garante segurança ao requerente da ação.

Importante lembrar que o pedido chamado de arresto guarda relação com uma medida preventiva e não final para que o envolvido tenha bens apreendidos no valor integral da ação. No caso, os 200 milhões de reais.

O Nosso Palestra foi atrás de maiores informações e entrevistou o advogado especialista em direito desportivo, João Henrique Chiminazzo. Para o Doutor, a medida da juíza carioca foi totalmente equivocada.

"Com o devido respeito, a decisão da magistrada me parece equivocada, pois para a concessão da tutela de urgência um dos principais requisitos é a possibilidade de reversão da medida, e que essa medida não traga prejuízo as partes. E o bloqueio de R$ 200 milhões traz um prejuízo imensurável tanto para o atleta quanto para o Palmeiras, tendo em vista que a medida pode inviabilizar os pagamentos das contas do clube e até a invibializar a continuidade das atividades do clube."

"Considerando ainda a existência de um recurso pendente sobre a ação, a medida se torna ainda mais equivocada", finalizou Chiminazzo.

Diante desse cenário, a parte relevante também é que Scarpa poderá continuar defendendo o Palmeiras, afinal, conseguiu um Habeas Corpus no Tribunal Superior do Trabalho.

O departamento jurídico do Palmeiras não perdeu tempo, e soltou uma pequena nota neste manhã sobre a decisão da juíza: "O processo corre em segredo de justiça. A ordem judicial ainda não chegou ao conhecimento do Palmeiras, mas admira a ordem ter chegado ao conhecimento da imprensa antes de chegar ao conhecimento do próprio Scarpa. É preciso que fique claro que o Palmeiras não é parte nesse processo. O Palmeiras nunca se manifestou nem nunca chegou a discutir ou exercer qualquer ato de defesa nesse processo. Portanto, qualquer ordem em relação ao Palmeiras é claramente abusiva, excede completamente os limites processuais e não deve subsistir."

A disputa seguirá nos bastidores. Que o camisa 14 consiga executar seu futebol e voltar ao seu melhor nível. Scarpa ficou mais de 3 meses sem poder atuar, e só marcou 2 gols oficiais com a camisa do Palmeiras.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!

  • João Gabriel

    João Gabriel

    De família italiana e tipicamente alviverde, é de São Manuel, interior do estado. Se formou em Jornalismo pela USC/Bauru e é pós graduado em jornalismo esportivo pelo IPOG/SP.