Melhor campanha na Libertadores é o reflexo do Palmeiras de Felipão

Melhor campanha na Libertadores é o reflexo do Palmeiras de Felipão

(Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação)

O Palmeiras garantiu na noite desta quarta-feira, 8, a melhor campanha da primeira fase da Libertadores. No possível percurso até a final única em Santiago-CHI, o Verdão poderá decidir as vagas para as fases seguintes da competição no Allianz Parque.

O que vimos no clube durante toda a primeira fase do torneio ccontinental resume bem o que é o time de Felipão até aqui em 2019: pouco brilho e muito resultado.

Com apenas um gol sofrido em seis partidas, o Palmeiras garantiu pelo segundo ano consecutivo o primeiro lugar da Copa, algo que nunca havia acontecido antes na história do tradicional torneio.

Foram cinco vitórias, algumas pouco convincentes e só uma derrota do Verdão pelo Grupo F.

Ontem, com 5 jogadores considerados reservas, o time fez mais uma apresentação aquem do seu investimento e potencial, mas derrotou o fraco San Lorenzo por 1 a 0.

Resta saber como o time irá se portar daqui pra frente no mata-mata. Em 2018, 5 minutos de vacilo na La Bombonera colocaram toda campanha do time no torneio a perder.

Com uma defesa sólida e um sistema cada vez mais seguro do meio pra trás, o time precisa evoluir, e muito, a sua parte ofensiva.

Principalmente porque quando precisa propôr o jogo ou virar uma partida, a equipe sofre. E isso em um torneio eliminatório é essencial. Basta lembrar que o alviverde foi eliminado do Paulista com dois empates.

Jogadores importantes na temporada passada ainda estão devendo muito neste ano. Caso de Dudu, craque do time que ainda não engatou uma boa sequência em 2019.

A pausa para a Copa América pode ser essencial para Luiz Felipe Scolari fazer os ajustes necessários. Ainda mais que o treinador contará com os importantes retornos de Ricardo Goulart e Willian Bigode.

Pela força defensiva e pelo elenco que tem, o Palmeiras desponta como um dos grandes favoritos para vencer esta edição da Libertadores.

Mas pra que isso aconteça, será necessário muito mais brilho de seus jogadores. Nem é preciso amar tanto assim a bola para faturar a Copa, mas quando se tem ela nos pés, o mínimo que um time que quer ser campeão precisa fazer, é mostrar que sabe o que fazer com ela.

2018 deixou a grande lição de que jogar apenas pelo resultado pode ser muito perigoso.

O Palmeiras vai conhecer o seu adversário das oitavas de final da Libertadores na próxima segunda-feira, 13.

No pote 1 do sorteio, o Verdão pode encarar River Plate, Grêmio, Elemec, San Lorenzo, LDU, Nacional-URU.

Boca e Athlético decidem hoje em Buenos Aires a segunda colocação do grupo G. Enquanto no grupo C, todos chegam na última rodada com chances de classificação. Godoy Cruz, Universidad Concepcion, Olímpia e Sporting Cristal.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!