Menino Maluquinho Parte 1914

Menino Maluquinho Parte 1914

Deyverson, eu sei que você é brincalhão. Eu diria até uma criançona se qualquer sub-5 não fosse mais adulto do que você.

Deyverson, você já me deu mais alegrias do que eu imaginava. Eu não teria comprado você. Comprado, não teria pago o que pagamos. Pelo que jogou em 2017, estaria aberto a negociações já em 2018. Pelo que fez no BR-18 em campo, teria apostado pra 2019 mesmo com você sendo mais imaturo que um teletubbie, mais irresponsável que eleitor do Tiririca, mais indisciplinado que o Felipe Melo até a expulsão contra o Cerro Porteño.

Pela cusparada no Derby, pela zilionésima suspensão sem justificativa , eu teria aceitado a proposta da China se fosse o Palmeiras. Teria tentado convencê-lo a partir como muito bem fez o Palmeiras ao manter Dudu e Bruno Henrique.

Mas tudo tem limite. Respeito a sua decisão. No fundo, fico até feliz que você fique. Sinal de carinho que você conquistou e tem. Mas, na superfície, temo que outra proposta como essa não chegue. Tremo que outras vezes você nos desfalque por nada e por tudo a perder. Treino para evitar falar que mais uma brincadeirinha ainda que entre amigos em rede social não se faz.

Como diz o Marcão, o César Maluco hoje é César Normal depois de você. Mas você, Menino Maluquinho, não pode continuar assim. Use a cabeça que tão bem cabeceia as bolas para bons fins. Não pra que não poucos queiram o seu fim por aqui. Não é brincadeira. É sério.

Precisamos de você para fazer os seus gols e os de Borja. Precisamos do Borja para ajudar a botar a sua cabeça no lugar. Pra não dizer que precisamos de outros 9 e esses noves fora, precisamos de outro papo. Não este sem pé e nem cabeça.

Devyerson e Miguel, por favor. Justifiquem o investimento. Tento não ser corneta. Tento calar nas tribunas as trombetas apocalípticas. Mas vocês precisam não só nos ajudar. Vocês precisam se ajudar.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.