Mirassol 1x1 Palmeiras: o jogo que não existiu

Mirassol 1x1 Palmeiras: o jogo que não existiu

(Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras/Divulgação)

Palmeiras e Mirassol será um daqueles jogos contabilizados para a história do clube que poucos lembrarão. Ainda bem.

O empate em 1 a 1 no interior teve um Verdão indiferente, com toques laterais e pouca criatividade contra o dono da casa valente, que saiu atrás do marcador e buscou o resultado com um a menos.

Os poucos mais de 90 minutos podem ser resumido nos nove primeiros do segundo tempo, quando Gustavo Gómez marcou de pênalti, Zé Roberto foi expulso e Carlão empatou.

Na primeira metade e após os lances capitais, o que se viu foi pouco. E pouco mesmo. Tanto que a única chance de gol do Palmeiras saiu com Carlos Eduardo, nos acréscimos, em uma finalização para fora frente a frente com o goleiro. Carlos entrara na vaga de Zé Rafael, titular na ponta no lugar de Dudu.

Entre as duas partidas da fase de grupos da Libertadores, o Mirassol foi o jogo que praticamente não existiu.

  • Rafael Bullara

    Rafael Bullara

    Formado em jornalismo, foi editor do Lance!, onde ficou por 12 anos. MBA em Gestão e Marketing Esportivo na Trevisan Escola de Negócios