Movimento Ocupa Palestra pede resposta sobre preços dos ingressos

Movimento Ocupa Palestra pede resposta sobre preços dos ingressos

(Foto: Cessar Greco/Agência Palmeiras/Divulgação)

Em 21 de dezembro de 2018, o Ocupa Palestra manifestou-se pedindo bom senso na precificação dos planos de Sócio-Torcedor Avanti. Na ocasião, foram apresentados questionamentos concretos, com informações fundamentadas. Apesar disso, a Sociedade Esportiva Palmeiras não apresentou qualquer esclarecimento.

Meses depois, assiste-se à continuidade do descaso com o torcedor palmeirense, ampliando ainda mais os protestos por parte da torcida. O Ocupa Palestra soma-se a estas manifestações e pede respostas práticas sobre o valor abusivo e exagerado dos ingressos, que encarecem dia após dia.

Na nota emitida pelo Ocupa Palestra em 26 de março do ano passado, ampliou-se o debate sobre o valor dos ingressos para discutir o papel do Avanti nesse contexto, programa que agora anunciou aumentos acima da inflação, vem tendo perda considerável de associados e sofre com reclamações sobre o descaso no atendimento ao torcedor.

Para o conselheiro Felipe Giocondo, que participou da reformulação do Avanti em 2013, “o Avanti tornou-se um pedágio para quem quer comprar ingresso. A estratégia de precificação parece ser a de aumentar o preço do ingresso para que compense ao torcedor associar-se ao Avanti. Com ingressos mais caros e a perda de associados, aumenta-se o valor dos planos acima da inflação para compensar as perdas no programa. Criou-se uma espiral de aumentos que tem sufocado os torcedores financeiramente."

Diante deste contexto de esvaziamento do programa Avanti, o Ocupa Palestra pede novamente ao Palmeiras que reavalie urgentemente suas práticas no relacionamento com o torcedor. O coletivo não considera aceitável que o serviço oferecido a seu aficionado piore a cada dia, mesmo com recordes atrás de recordes na arrecadação.

O Ocupa Palestra destaca, ainda, que já esteve reunido com o presidente Maurício Galliote em 2018, quando apresentou estas demandas e um pedido pelo fim do inconstitucional cerco nas ruas do entorno do estádio. Para Marcos Gama, conselheiro e sócio do Palmeiras há mais de 50 anos, “a diretoria executiva precisa dar respostas rápidas e mostrar que, de fato, tem uma gestão moderna e sintonizada com os anseios de sua torcida”.

A mensagem do Ocupa Palestra busca reforçar que a demanda por ingressos acessíveis é de todos os torcedores, inclusive os não-organizados. Trata-se de pedido de milhares de palmeirenses, de todos os espectros políticos e classes sociais, incluindo ex-jogadores, conselheiros de diversas alas, jornalistas e outros torcedores ilustres. É por um Palmeiras para todos que o Ocupa Palestra reitera o clamor por bom senso na precificação de ingressos e do plano de sócio-torcedor.