Nosso Palestra não tem partido, tem Palmeiras. Ponto.

Nosso Palestra não tem partido, tem Palmeiras. Ponto.

O NOSSO PALESTRA não tem partido. Tem Palmeiras. Ponto.

É Sociedade Esportiva Jornalismo. Parceria público-periquito e público-porco. Publica o que é do Palmeiras. Do palmeirense. Sem baixar a marreta. Subindo na mureta só pra tentar enxergar a melhor versão possível dos fatos e dos feitos. Tentando ter a versão mais geral. E da arquibancada. Da tribuna. Do Gol Norte, Sul. De Leste a Oeste. Da esquerda à direita. Passando pelo centro. Cruzando bolas e fatos. Só passando pano para ilustrar. Sem lacrar que não é Detran. Abrindo o jogo como pede a sociedade, o futebol e exige o palmeirense que abraça o clube. E quer voltar a ocupar a Palestra Italia.

A virtude não está no meio. Está na distância exata para não dizer mais certa de estar distante dos extremos.

O NOSSO PALESTRA é do público palmeirense e de quem publica que é palmeirense. Na redação tem quem pensa à esquerda e também à direita. Tem quem abre o jogo e quem fica na sua. Tem discussão porque aqui é Palmeiras onde se discute até a Divindade da Guia. Onde se debate se São Marcos é santo porque pegou o pênalti do Marcelinho porque caiu pra direita. Onde se leva a discussão porque Fernando Prass acabou pra Petros caindo pra esquerda...

NOSSO PALESTRA não torce por presidente do clube e do país. Torce pelo Palmeiras. Mas por ele não distorce. Nem faz proselitismo político-partidário. O NP torce por MP isento. PM cidadã. Não é MG ou PN ou LP ou FAM ou Crefisa ou AzP ou WT. É SEP. Nosso endereço. Nosso compromisso.

O NOSSO PALESTRA não se confunde com os gostos e interesses pessoais do nosso pessoal. Nem castra manifestações de cada um. Nossa redação é como a nossa casa. Pós-Castro ou pró-coisa qualquer. Tem quem aplaude o presidente eleito levantando a taça dos jogadores campeões brasileiros. Tem vermelho quem não quer político nem vestido de verde. Tem quem vê mito no Jair desde o Rosa Pinto. Tem quem vê mico. Tem milico. Tem maluco. Tem civil, servil, se viu? Não quero ver. Tem PT, tem PSL, tem PSOL, tem Podemos. Novo. Apebeutas. Apedeutas. Tem de tudo. Como nos anos 40 ja teve Lula na ponta-direita. Como já teve Lula na ponta-esquerda nos 60. Nas duas extremas. Tem pra todos.

Como a nossa arquibancada. Tem quem bate continência pro Felipe Melo e tem quem bate boca com ele. Tem que quer a volta de Valdivia e tem quem quer que vá com Deus. Tem pro Borja, tem quem acha uma. Tem Mancha, tem manchado, tem foice, tem machado. Tup. Típico de quem carrega a Cruz de Savoia. De quem carrega outras cruzes. Quem não aceita. Quem não gosta. Quem não acredita em Deus. Quem crê.

Mas somos todos irmãos deste credo que ainda nos mata, mas nos faz mais vivos.

Aqui é Palmeiras. Onde mais nos entendemos como gente. Onde mais nos desentendemos como gente.

Você pode discutir a opção política de cada um. Mas todos nós aqui só temos uma. Palestra. O Nosso.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.