O Atlântico é pequeno demais para separar o amor pelo verde

O Atlântico é pequeno demais para separar o amor pelo verde

Privilégio. direito, vantagem, prerrogativa, válidos apenas para um indivíduo ou um grupo, em detrimento da maioria; apanágio, regalia.

Você que está lendo esse texto provavelmente seja um grande privilegiado. E não há nenhum problema nisso.

Privilégio se aceita e agradece.

Se você pode ver o Palmeiras em campo todo jogo no Allianz Parque você é um dos maiores privilegiados.

Se você pode assistir o Palmeiras pela TV, você ainda continua sendo um grande privilegiado. Principalmente a partir de 2019.

Mas porquê eu estou falando isso?

Já explico.

Na última semana tive a oportunidade de conhecer Lisboa.

Já na capital portuguesa tive que caçar um lugar para assistir aos jogos decisivos do Palmeiras diante de Fluminense e Paraná, nessa reta final de Brasileirão.

Não foi difícil achar um coletivo palmeirense que se reúne para assistir aos jogos do alviverde na bela Lisboa.

Quarta-feira, 23h e 30 horário local, já encontro alguns palmeirenses na linha VERDE do metrô.

O destino dessa vez não era a Barra Funda, e sim Alvalade. O bairro que abriga o Palmeiras Lisboa é o mesmo que leva o nome do estádio do também alviverde Sporting.

Uma imperial de Sagres no balcão e a bola rola. A saudade aperta mas ao mesmo tempo diminui. Estar em família é o que mais fortalece a guerra contra a distância. Após o gol de Borja o abraço caloroso no desconhecido é o mesmo.

Aos tantos palmeirenses que vivem longe do nosso país e encaram o desafio de uma nova vida como imigrante, é comum sentir saudade das coisas que amamos e deixamos de lado aqui na nossa terra.

O Palmeiras por perto é uma delas.

Já estou de volta ao Brasil e amanhã estarei no Allianz Parque. É importante entender o quão privilegiado você é quando pisa na arquibancada do novo Palestra Itália.

Você deve cantar e viver por muita gente que daria tudo para estar ali. Não é somente a distância que afasta pessoas do Allianz Parque, e sabemos muito bem disso.

Amanhã, pode ser conquistado o terceiro título nacional palmeirense em quatro anos de Rua Palestra Itália. Já pensou no tamanho desse privilégio?

Fica aqui o meu agradecimento aos amigos do Palmeiras Lisboa pela recepção.

Recomendo a todos que passarem pela capital dos nossos descobridores, a assistir um jogo no Zeitnot Bar.

Parada obrigatória.

Instagram: https://www.instagram.com/palmeiraslisboa/

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!