O suficiente: Atlético Mineiro 1 x 1 Palmeiras

O suficiente: Atlético Mineiro 1 x 1 Palmeiras

Felipão jogou pra empatar e quase perdeu no Independência onde não vence o Palmeiras. O Atlético Mineiro demorou para sair para o jogo, fez um belo gol com Elias, aos 18 da segunda etapa, e o líder ganhou um pênalti teletubbie desnecessário de Adilson, que deu no empate de Bruno Henrique, aos 31 minutos.

Jogo para empate sem gols. Apenas quatro chances para cada lado. Também pelas escolhas de Felipão. Ele preteriu Gustavo Scarpa ou Lucas Lima em nome de Guerra que perderia grande chance aos aos 25, negada por impressionante defesa de Victor. O treinador palmeirense pela primeira vez no BR-18 pôde escalar o melhor possível (embora sem o melhor do time Dudu e sem Mayke). Optou por Antonio Carlos e Dracena. E não fez muito.

Mas o Galo também não. Ricardo Oliveira fez pouco. Chará e Luan correram mas produziram pouco. Como Cazares. O primeiro tempo não foi bom. A segunda etapa era melhor para o time paulista até Felipão ser obrigado a trocar o lesionado Moisés. Mais um motivo para optar por Lucas Lima. Ou Scarpa. Não Thiago Santos.

A opção por ele aos 13 minutos seria pra trancar a área. Mas, como aconteceu na Bombonera no segundo gol de Benedetto, ela esteve aberta para o belo gol de Elias. O Palmeiras entrou em parafuso, mesmo com as tardias entradas de Scarpa por Willian (outro que bravamente voltou antes da hora) e Lucas Lima por Guerra. Cinco minutos antes do pênalti tolo que definiu o placar. E está ajudando o Palmeiras a jogar o suficiente rumo ao título. Com apenas cinco rodadas pela frente e cinco pontos a mais que o Inter.

Logo, apenas quatro.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.