Keno comemora seu gol diante do Botafogo com Zé Roberto. (Foto: César Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Claro que Dudu fez um ano de notável regularidade e é evidente que Willian merece aplausos de pé por ter conquistado a artilharia desse Palmeiras com 17 gols marcados em 51 jogos disputados na temporada, mas o final de 2017 do atacante Keno torna praticamente impossível sua saída do time titular em 2018, ainda que os números tentem colocar esse fato em dúvida.

No Palmeiras, Keno é somente o quinto colocado no Top 5 de finalizações certas, à frente apenas de Róger Guedes. A posição poderia até ser ruim se a diferença para Deyverson, segundo colocado, não fosse de apenas uma finalização correta a mais do que o atacante de 28 anos.

FINALIZAÇÕES CERTAS:

  1. Dudu – 22 
  2. Deyverson – 18
  3. Borja – 18
  4. Willian – 18
  5. Keno – 17

Até o confronto contra o Botafogo, Keno balançou as redes 11 vezes no ano. É o terceiro artilheiro no Top 5, carregando ainda o número de ser o homem de frente mais utilizado na temporada, com 52 jogos disputados. Porém, esse dado precisa ser analisado cuidadosamente para que não se tire conclusões precipitadas.

GOLS EM 2017:

  1. Willian – 17
  2. Dudu – 16
  3. Keno – 11
  4. Borja – 10
  5. Róger Guedes – 8

Embora seja o atacante mais utilizado na temporada, Keno só foi titular 27 vezes em 2017. Cinco jogos a mais do que Borja (22), três a menos do que Róger Guedes (30) e muitos outros a menos do que Willian (40) e Dudu (47).

Keno (E) e Dudu (D) funcionam muito bem juntos (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Reserva de Eduardo Baptista e Cuca, Keno é titular absoluto de Alberto Valentim e um dos grandes responsáveis pelo crescimento do Palmeiras na reta final de Brasileirão. Destaque nos dribles, nas movimentações e na agilidade, Keno não precisa de números para provar sua capacidade de decisão e iniciar o ano como titular de Roger Machado. O novo treinador, aliás, esteve presente no Allianz Parque para o duelo contra o Botafogo, portanto pôde assistir Keno dar assistência, driblar, fazer um golaço e deixar dentro de campo o recado de que será difícil tirá-lo do time em 2018.

*Números das tabelas retirados de Footstats e Ogol.

Comente

comentários