Palmeiras chega ao 50º dia sem jogo e iguala maior seca da década

Palmeiras chega ao 50º dia sem jogo e iguala maior seca da década

Foto: César Greco

O Palmeiras foi até o interior de São Paulo no dia 14 de março para encarar a Inter de Limeira pela antepenúltima rodada da primeira fase do Paulistão. De lá para cá já são exatos 50 dias sem o torcedor saber o que é ver o alviverde imponente em campo.

A marca de cinquenta dias sem jogar iguala o recorde dessa década, de tempo em que o Verdão não entrou em campo. Foi na temporada de 2012 para 2013, quando o time teve exatos cinquenta dias entre as férias e a pré-temporada.

Devido a incerteza que a pandemia do Coronavírus traz para o calendário do futebol brasileiro, é muito provável que o Verdão ultrapasse também o recorde de dias sem jogar desse século.

Na temporada de 2002 para 2003, o Palmeiras ficou 60 dias sem entrar em campo.

As outras duas maiores pausas da história do clube sem jogos foram entre 1987 e 1988, quando o clube ficou 72 dias sem jogar. E lá em 1915, quando o recém fundado Palestra Itália ficou na espera de 156 dias entre uma partida e outra.

Tudo indica que o Palmeiras deve voltar à campo ainda para decidir o Paulistão. Com a segunda melhor campanha da competição, a diretoria alviverde está no grupo dos que querem que o campeonato seja decidido em campo, porém Maurício Galiotte não tem pressa alguma para retornar às atividades.

Fonte: twitter.com/IPEonline

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!