Palmeiras é o time da Série A com menos minutos de jovens em campo no Brasileirão

Palmeiras é o time da Série A com menos minutos de jovens em campo no Brasileirão

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras é o sexto time com maior média de idade do Brasileirão, com 27,4 anos. A equipe que enfrentou o Santos na Vila Belmiro, na última rodada deste Brasileirão, possuia cinco atletas com mais de 30 anos em seu time titular.

Isso ajuda a entender porque o Verdão é o time que menos deu oportunidades para atletas Sub-23 neste Campeonato Brasileiro.

Com apenas três jogadores com menos de 23 anos atuando nesta edição do torneio, o Verdão é o último da tabela se contabilizarmos os minutos dos garotos em campo.

Apenas Matheus Fernandes, Carlos Eduardo e Arthur Cabral foram os jovens que defenderam o Palmeiras neste campeonato.

Se somarmos os minutos que eles ficaram em campo dá 396 minutos.

Para efeito de comparação, o jovem Artur, de 21 anos, cria da base do Palmeiras, mas que nesse Brasileiro defende o Bahia, já tem 1843 minutos em campo. E faz um ótimo campeonato com o time de Roger Machado.

Apenas Fortaleza e Ceará usaram menos jogadores com menos de 23 anos neste Brasileirão do que o Verdão. Os dois maiores clubes da capital cearense porém, deram mais minutos para os seus atletas atuarem na competição.

A equipe que mais utilizou jovens neste campeonato é o Atlhetico Paranaense. Com 13 atletas, o atual campeão da Copa do Brasil soma mais de 5.000 minutos dos atletas Sub-23, e prova a cada dia a força de seu jovem e promissor time.

Este número alarmante não só prova que o Palmeiras necessita olhar com mais carinho para a sua categoria de base, como também precisa reformular e rejuvenescer o seu elenco.

Este projeto de desprezo aos atletas mais jovens vem crescendo nos últimos anos no Palmeiras. Em 2015 e 2016, ano das conquistas da Copa do Brasil e do Enea Brasileiro, o time possuia diversos jovens em seu plantel e até titulares, casos de Dudu, Gabriel Jesus, João Pedro, Matheus Sales, Roger Guedes, Erik, Tchê Tchê e Yerry Mina.

Em 2018, a narrativa da diretoria palmeirense para trazer atletas mais experientes era baseada na conquista da Libertadores. Os mandatários palmeirenses acreditavam que para conquistar o tão sonhado bi da América o Verdão precisava de um time mais cascudo.

Porém tanto Flamengo, quanto o Grêmio, os dois finalistas brasileiros da Libertadores, possuem pelo menos dois titulares cada com menos de 23 anos. Além do River Plate, atual campeão do continente que também possui uma grande base de jovens em seu time titular.

O Palmeiras também possui o jogador mais velho desta Série A. Com 41 anos, o ídolo Fernando Prass lidera o ranking dos mais experientes do nosso futebol.

Confira a tabela completa dos atletas Sub-23 com todos os times da Série A deste Brasileirão (Números somados até a 24ª rodada):

Atlhetico PR – 13 jogadores – 5.110 minutos
Grêmio – 11 jogadores – 5.512 minutos
Vasco – 11 jogadores – 5.052 minutos
Fluminense – 10 jogadores – 8.596 minutos
Internacional – 10 jogadores – 4.001 minutos
Flamengo – 10 jogadores – 2.741 minutos
Botafogo - 9 jogadores – 2.342 minutos
Cruzeiro – 9 jogadores – 2.167 minutos
São Paulo – 8 jogadores – 5.717 minutos
Avaí – 8 jogadores – 4.456 minutos
Chapecoense – 8 jogadores – 4.063 minutos
Bahia – 6 jogadores – 4.011 minutos
Santos – 6 jogadores – 3.744 minutos
Corinthians – 6 jogadores – 3.647 minutos
Goiás – 6 jogadores – 2.257 minutos
CSA – 5 Jogadores – 964 minutos
Atlético-MG – 4 jogadores – 2.631 minutos
Palmeiras – 3 jogadores – 396 minutos
Ceará – 2 jogadores – 1.305 minutos
Fortaleza – 1 jogador – 829 minutos

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!