Palmeiras melhora pontaria, mas Deyverson já acumula três jogos sem gols

Palmeiras melhora pontaria, mas Deyverson já acumula três jogos sem gols

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras praticamente triplicou sua média de gols do ano nos últimos 3 jogos que fez. Com duas goleadas sobre Melgar e Fortaleza, os números ofensivos do time de Scolari melhoraram consideravelmente. A média da equipe que antes da parada após a eliminação no paulista era de 1,35 gols por jogo, agora é de três por partida.

Isso muito pela ajuda dos seus meias. Dos últimos 9 gols marcados pelo Palmeiras, sete deles foram feitos por jogadores que atuam no meio-campo. 2 de Scarpa, 2 de Zé Rafael, 1 de Moisés, 1 de Bruno Henrique e 1 de Raphael Veiga.

Os outros dois gols foram feitos por defensores, Gustavo Gómez e Marcos Rocha.

Fato que escancara a péssima fase dos atacantes alviverdes. Somando os gols de Borja e Deyverson, os dois atacantes que mais atuaram no ano, só temos 6 bolas nas redes. Três de cada, porém o colombiano tem 180 minutos a menos em campo do que Deyverson.

O camisa 16 chegou ontem há 3 jogos sem marcar. Seu último gol foi contra o Junior Barranquila no Allianz Parque.

Um fato que incomodou a torcida nesta última quarta-feira, (1), foi a insistência de Felipão em manter Deyverson como titular no confronto frente ao CSA.

Scolari deixou praticamente o time titular inteiro em São Paulo, mas Deyverson viajou. E jogou.

Arthur Cabral, que na única oportunidade que recebeu no ano, correspondeu, simplesmente não recebe mais chances para demonstrar o seu futebol.

Sábado, no Allianz Parque, o Verdão recebe o Internacional pela 3a rodada do Brasileirão e o comandante alviverde terá mais uma chance de escalar Cabral como titular.

Deyverson vem de cinco jogos seguidos como titular, viagens desgastantes, e além de não estar correspondendo dentro de campo, também conseguiu acumular mais uma polêmica fora dele.

Miguel Borja é outro que pode receber mais uma oportunidade, porém o colombiano sofreu uma pequena lesão no joelho, o que impediu sua ida para Alagoas.

Resta saber quem Scolari vai escolher para comandar o ataque do Verdão no duelo diante do Colorado. O fato é que o setor de milhões e milhões decepciona e muito a torcida neste 1° semestre de 2019.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!