(Foto: César Greco/Ag. Palmeiras/ Divulgação)

O Palmeiras segue em busca de reforços e o atacante Raniel, do Cruzeiro, é o nome da diretoria e comissão técnica. Reserva no clube mineiro, o jogador deseja ter mais chances na temporada de 2019 e pessoas próximas a ele confirmam o interesse verde. O contrato dele vai até o fim de 2022.

O Cruzeiro diz que ainda não houve contato, mas está ciente da vontade do Palmeiras em contar com Raniel. Na última sexta-feira (1) o Santos fez proposta de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 11 milhões), prontamente recusada.

Além do valor não agradar, a relação entre Raposa e Peixe ficou estremecida durante a negociação do atacante Bruno Henrique. Os mineiros tinham interesse no atleta, porém ele acabou negociado com o Flamengo. Por outro lado, as diretorias de Palmeiras e Cruzeiro têm boa relação.

O Santos sabe que se o Palmeiras entrar na concorrência, não poderá brigar com o poderio financeiro.

Luiz Felipe Scolari tem três opções para a função: Borja, Arthur Cabral e Deyverson. O descontrole emocional do último o deixa na berlinda, afinal são cinco expulsões em 66 jogos pelo clube. Quatro delas aconteceram com Felipão.

Deyverson será julgado pela expulsão contra o Corinthians no dia 11 de fevereiro e pode pegar gancho de até 12 jogos. Como Arthur não está inscrito, Borja é a única opção e isso atrapalha o planejamento de Felipão em fazer rodízio de atletas de olho na longa e desgastante temporada.

Tags: