Palmeiras tem melhor início como visitante neste século

Palmeiras tem melhor início como visitante neste século

As atuações do Palmeiras de Roger Machado longe de seus domínios fez com que o clube alcançasse uma marca expressiva neste primeiro semestre de 2018. O ótimo aproveitamento de pontos atuando distante do Allianz Parque garante ao clube o melhor início de temporada jogando fora de casa desde século, com 83% dos pontos ganhos.

Em 14 partidas, o Palmeiras conquistou 11 vitórias, 2 empates e apenas uma derrota, para o Corinthians, ainda na primeira fase do Paulistão. Assim como o NOSSO PALESTRA havia adiantado ontem, dentre os clubes da Série A, o Verdao é o que possui o melhor rendimento jogando de visitante, com um aproveitamento de 100% na Libertadores, vencendo até o poderoso Boca Juniors na La Bombonera.

Neste século XXI, somente a largada com Felipão em 2011 se aproxima deste início de 2018 com Roger Machado. A equipe dirigida por Luiz Felipe Scolari conseguiu naquele ano, fechar os 14 primeiros jogos como visitante com nove vitórias, quatro empates e uma única derrota, totalizando um aproveitamento de 74% dos pontos.

Ainda em 2011, o Verdão teve a sua última grande sequência invicta jogando fora de casa, quando ficou 13 jogos sem perder. Hoje, acumulando um total de nove partidas sem sofrer revés atuando como visitante, o Alviverde precisa de apenas mais quatro triunfos em território rival para alcançar a marca de 2011.

Já nesta semana, o Palmeiras tem a chance de aumentar a marca, quando enfrenta nesta quarta-feira, o América-MG, no Independência pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e no próximo domingo, quando sai para enfrentar o Corinthians na Arena do arquirrival pelo Brasileirão.

Após estes dois confrontos, o Palmeiras terá pela frente fora de casa os seguintes compromissos até a parada para a Copa do Mundo: Cruzeiro, Grêmio e Ceará.

Será que dá pra chegar invicto até a Copa? Deixe a sua opinião!

 

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!