Palmeiras vence com 12, de novo

Palmeiras vence com 12, de novo

Sempre será difícil jogar contra 12. Sempre será uma tarefa inglória., mesmo que o adversário seja o mais guerreiro possível. Já são tantos os que vem ao Allianz em busca de sucesso e saem com o fracasso sob os braços. Os onze dentro de campo, os 3 que completam o esquadrão e o ambiente. A torcida, o estádio, o clima, o espírito, a fé e a confiança que o Palmeiras é mais do que bola e campo. É uma Família.

Um bom rival tentou desbancar a série invicta de Felipão e os seus, era um candidato capaz de oferecer resistência. Durou pouco menos de 20 minutos. A imensa pressão verde que bombardeava Lomba por cima e por baixo, culminou em gol de Deyverson que desviou escanteio de Dudu na primeira trave. Jogada que já deu muito sucesso ao longo de 2019. O décimo segundo jogador ensurdecia quem tentava reagir.

Descontrolado em sua própria inconformidade por tentar, tentar e tentar, e não conseguir superar Felipe Melo, jogando um completo absurdo, e sua dupla de zagueiros, jogando outro absurdo, o camisa 9 peruano deu vazão à uma discussão forte que acirrou os ânimos no gramado. Nervosos, os times pouco produziram no resto da primeira etapa, para a tensão desse tal de jogador a mais que dizem por aí.

Na segunda etapa, o sonolento alviverde passou por maus bocados e pouco viu a posse de bola, ainda que a dita cuja não tivesse sido efetiva nos pés dos colorados. Com dificuldades de reaver o jogo de meio campo, Felipão usou Moisés, Hyoran e Raphael Veiga. O camisa 10 teve noite iluminada e rearranjou o Palmeiras que voltou a oferecer riscos ao adversário.

Com chances que se somavam e sem chegar ao segundo gol, a torcida do Palmeiras que tanto irritou Paolo, o nervosinho, viu Hyoran chegar ao ápice ao isolar um chute que não tinha sequer que vencer o goleiro. Era só fazer. Ele fez. Bobagem. Ainda restou tempo para que as vozes que foram ao Allianz dessem um grito de liberdade e protestassem junto ao sistema que tenta esconder o verde do Brasil.

O décimo segundo jogador venceu mais uma. O time desses aí, igualou a Academia de 72/73 e chegou a 26 jogos de invencibilidade. Já são 19 vitórias. E ainda há quem passe vergonha em rede internacional. Não é fácil. Não basta guerrear. É ruim demais de vencer esse Palmeiras.

O Allianz Parque segue fazendo vítimas.
O Palmeiras, também.

Tags:
  • João Gabriel

    João Gabriel

    De família italiana e tipicamente alviverde, é de São Manuel, interior do estado. Se formou em Jornalismo pela USC/Bauru e é pós graduado em jornalismo esportivo pelo IPOG/SP.