Presidente do TJD-SP rebate Palmeiras após polêmica com árbitro de vídeo

Presidente do TJD-SP rebate Palmeiras após polêmica com árbitro de vídeo

(Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras/Divulgação)

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo, Antônio Olim, deu entrevista exclusiva para o canal Fox Sports nesta segunda-feira, onde rebateu as reclamações do Palmeiras após o empate em 1 a 1 diante do Novorizontino no último sábado.

O Verdão usou o seu twitter oficial para reclamar do VAR, que não teria visto o toque de mão no início do lance que originou o gol da equipe do interior.

“A Federação investiu nesse VAR, custou uma fortuna isso, primeiro mundo, a Federação faz o melhor pelo futebol, mas sempre tem um contra. O que eles queriam? O juiz estava certo, mas cada um tem sua opinião. (...) Eu sou palmeirense, mas é difícil lidar com o Palmeiras. Eu sou palmeirense, mas se jogar Palmeiras, Juventus ou Portuguesa para mim é tudo igual”, disse Olim.

Olim também se mostrou incomodado por mais uma vez o Palmeiras chamar o campeonato de “Paulistinha”.

“Chamar de Paulistinha, quer esculachar? Desculpa, isso é uma vergonha para o Palmeiras, vamos ganhar na bola, no jogo, vamos parar de chorar!”, bradou.

Além de culpar o presidente Maurício Galiotte por ser o maior culpado de mais uma confusão envolvendo o Palmeiras e a FPF, Olim afirmou ser palmeirense.

“Eu sou palmeirense, mas não tenho culpa nenhuma dessa última final e continuam com essa história. Está comprovado que a bola não pegou na mão e eles estão aí brigando. Toda hora é a mesma história. Se não gostar, problema deles, não estou aqui para agradar ninguém. Vamos ganhar no campo e com futebol bom. Tem de ter bom senso. O futebol é dentro de campo.”, finalizou o presidente do TJD.

Vale lembrar que a FPF só implantou o sistema de vídeo neste Paulistão muito por causa da reivindicação do Palmeiras depois final do estadual do ano passado.