Prevenção, projeções e reforços: o que pensa o presidente do Palmeiras em meio à pandemia do Coronavírus

Prevenção, projeções e reforços: o que pensa o presidente do Palmeiras em meio à pandemia do Coronavírus

Foto: Ag. Palmeiras/Divulgação

A crise acusada pela pandemia do Coronavírus assola diretamente o futebol, levantando muitas dúvidas em relação a sequência da temporada.

Com a suspensão da Libertadores da América e do Campeonato Paulista, o Palmeiras liberou os seus atletas, por tempo indeterminado, para ficarem juntos aos seus familiares e seguirem uma cartilha elaborada pelos departamentos médico e de futebol do clube.

Em entrevista concedida ao Fox Sports, nesta última terça, o presidente Maurício Galiotte detalhou as medidas do clube:

“Durante a interrupção das atividades, os atletas foram liberados para ficar em suas casas, ou se dirigirem ao litoral, campo ou interior do estado. A recomendação é que evitem aeroportos e locais movimentados e pratiquem as atividades físicas ao ar livre, seguindo uma alimentação equilibrada e descansando. Trata-se de uma manutenção enquanto a situação não é controlada” - destacou o presidente do Verdão.

Galiotte enfatizou que ainda é cedo para pensar em mudanças de regulamento e outras projeções visando a sequência da temporada, já que não há uma previsão de volta das atividades.

O presidente afirmou que nos próximos dias a direção deve se reunir para discutir assuntos relacionados ao futebol:

“Nesse primeiro momento pensamos apenas na questão social, inclusive liberamos grande parte dos funcionários do clube, mantendo apenas o mínimo necessário. A partir de agora vamos pensar em questões ligadas ao futebol, como o caso do sócio Avanti. Desde já peço a colaboração de todos os torcedores, porque trata-se de uma situação atípica, mas vamos tentar fazer o melhor para todos”, disse o mandatário alviverde.

Por fim, Galiotte assegurou a permanência do atacante Dudu e detalhou as situações referentes a jogadores que estão emprestados e possíveis reforços que podem chegar ainda em 2020:

“Possivelmente teremos que redescutir a situação dos jogadores que foram emprestados uma vez que a maioria dos campeonatos, no mundo todo, estão paralisados. Em relação aos reforços, estamos analisando contratações pontuais. O Gregore ( volante do Bahia) é um grande jogador, mas não está em pauta no momento. O Daniel Munoz, nós já fizemos alguns contatos. É uma situação que pode acontecer para o segundo semestre”- destacou o dirigente alviverde.