Quente e frio: Palmeiras 0 x 0 São Paulo

Quente e frio: Palmeiras 0 x 0 São Paulo

O calor era enorme em Araraquara. O gramado foi castigado pelas chuvas e pela Copa SP. É só começo de trabalho para os dois grandes que não foram do tamanho que são. Foram 7 chances palmeirenses x 6 são-paulinas. Não é pouco. Mas tinha como ser mais e melhor.

O time de Diniz começou melhor, buscando mais o ataque, chegando a ficar com 78% da bola. Tchê Tchê afundando entre os zagueiros para fazer a bola chegar a Daniel Alves que tinha Juanfran e Reinaldo abertos, com Hernanes mais avançado. Mas a melhor chance foi alviverde, com Lucas Lima achando Dudu que só não abriu o placar porque Volpi foi o que é, aos 17. Como Weverton seria aos 7, sonegando gol de Daniel Alves, em belo lançamento do próprio goleiro, e a única hesitação de Felipe Melo.

Mas os dois times erraram muitos passes. O São Paulo também porque pareceu definhar fisicamente com o jogo. Como Hernanes ainda não se achou. O Palmeiras foi se encontrando, mandou bola na trave com Ramires (aos 33), e outra no travessão de cabeçada de Luiz Adriano (aos 16), e foi melhorando com o tempo. Zé Rafael de novo entrou bem como volante, Lucas Lima está querendo o jogo que está assustando Gabriel Veron, e Dudu segue pelas duas pontas segurando todas as pontas palmeirenses.

Não foi um grande clássico. E não esperava nada muito diferente. Mas espero mais das duas equipes. Para não dizer que queremos muito mais.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.