Se repetir campanha do 1º turno, Palmeiras fará pontuação de possível campeão brasileiro

Se repetir campanha do 1º turno, Palmeiras fará pontuação de possível campeão brasileiro

Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação

Conforme o Campeonato Brasileiro vai chegando nas suas rodadas finais, a angústia da torcida palmeirense só aumenta, isso porque o time assumiu a liderança do Brasileirão e agora só depende de suas próprias forças para assegurar o 10º título brasileiro de sua história.

Caso o Verdão repita a mesma campanha do primeiro turno nestes nove jogos restantes, alcançará os 75 pontos. Ainda com Roger Machado o time somou 6 pontos diante de Ceará, Flamengo, Santos, Atlético -MG e por último Fluminense, a última derrota do Verdão no torneio.

Felipão chegou e nos quatro jogos restantes o time somou 10 pontos, com três vitórias e um empate. Vale lembrar que uma dessas vitórias foi diante do Paraná, com o técnico Wesley Carvalho do Sub-20 no comando.

Desde que o campeonato nacional começou a ser disputado por pontos corridos, nunca um vice-campeão brasileiro ultrapassou os 72 pontos. O recorde é do Santos, exatamente no ano em que o Palmeiras levou o seu último título brasileiro, em 2016.
O Palmeiras pode até melhorar a marca do primeiro turno já neste domingo, quando o time enfrenta o Ceará no Pacaembu. Uma vitória contra o eficiente time de Lisca deixará o Palmeiras ainda mais perto da taça.

O Palmeiras somou 23 pontos no Brasileirão no comando de Roger Machado, depois que Felipão chegou a pontuação da equipe mais que dobrou, sendo que ainda restam quatro jogos para Scolari completar um turno inteiro no comando do Palmeiras.

Relembre como foram os jogos que faltam pro Palmeiras no 1º turno:

Ceará 2 x 2 Palmeiras
Palmeiras 1 x 1 Flamengo
Santos 1 x 1 Palmeiras
Palmeiras 3 x 2 Atlético-MG
Fluminense 1 x 0 Palmeiras
Palmeiras 3 x 0 Paraná
América-MG 0 x 0 Palmeiras
Palmeiras 1 x 0 Vasco
Vitória 0 x 3 Palmeiras

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!