Sem atuar há 179 dias, Alejandro Guerra pode encarar rival de seu último gol pelo Palmeiras

Sem atuar há 179 dias, Alejandro Guerra pode encarar rival de seu último gol pelo Palmeiras

Faz tempo. Foi em 19 de Abril de 2018, início do campeonato brasileiro que seria conquistado pelo alviverde, mas ainda sob o comando de Roger Machado, que o meia venezuelano anotou seu último gol. Naquela oportunidade, ele fez o único do Palmeiras que apenas empatou em 1 a 1, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Contratado em 2017 após ser eleito o craque da Libertadores da América do ano anterior vestido as cores do campeão Atlético Nacional, da Colômbia, Guerra chegou ao Verdão na janela de verão por 10 milhões de reais. O veterano havia sido disputado por clubes do Brasil, mas decidido pelo Palmeiras que também vinha de um título nacional.

Com status de titular, ele carregava bons números no clube colombiano. Pelo Atlético Nacional, Guerra disputou 34 partidas em 2016 e marcou 10 gols. Na Libertadores, foram 13 jogos, sendo nove vitórias, três empates e apenas uma derrota. À época, o meia era frequentemente convocado para defender a seleção de seu país, mas as credenciais relevantes foram perdendo validade ao longo do ano passado.

Desde o jogo em que anotou seu último tento, Guerra participou de outros 12 jogos, sendo um pela Copa Libertadores e outros 11 pelo nacional. Foram 489 minutos em campo, o que corresponde a, no máximo, 5 jogos completos, mas ele foi titular em apenas 5 desses 12. Uma eficiência de 13% do total de jogos da equipe no campeonato.

Desde então, Guerra nunca mais entrou em campo. Os dois minutos disputados no jogo do Deca, em Dezembro, foram os derradeiros. Com Copa do Brasil, Brasileiro e Libertadores em andamento e o visível uso necessário do elenco, além da saída de Goulart, contusão de Veiga e péssima fase de Lucas Lima, há como crer que, 13 meses depois, o meia pode voltar a vestir a camisa do Palmeiras.

E justamente no mesmo cenário da última vez na qual encontrou-se com as redes. O duelo diante do Botafogo acontece sábado, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 16h.

Tags:
  • João Gabriel

    João Gabriel

    De família italiana e tipicamente alviverde, é de São Manuel, interior do estado. Se formou em Jornalismo pela USC/Bauru e é pós graduado em jornalismo esportivo pelo IPOG/SP.