Sem Gómez e Luan, Palmeiras terá três desafios para manter invencibilidade no Brasileiro

Sem Gómez e Luan, Palmeiras terá três desafios para manter invencibilidade no Brasileiro

Foto: Cesar Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação

O Palmeiras sofrerá duas grandes baixas para as próximas três rodadas do Brasileirão 2019. O autor do gol da vitória diante do Botafogo por 1 a 0, e grande destaque do time no ano, o paraguaio Gustavo Gómez deve fazer seu último jogo diante do Sampaio Corrêa antes de se apresentar para a sua seleção e iniciar a preparação para a Copa América.

Gomez se apresentará no Paraguai no início de junho, e provavelmente desfalcará o Verdão nos duelos diante da Chapecoense, Athlético-PR e Avaí.

Já seu companheiro de zaga, também desfalcará o Palmeiras. Luan sentiu um incômodo na virilha na vitória em cima do Botafogo, e também deve voltar só depois da Copa América.

Com a lesão de Luan, Felipão terá que usar a sua zaga reserva, formada por Antônio Carlos e Dracena já contra a Chapecoense.

Na próxima quinta-feira, 31, Scolari deve utilizar Gustavo Gómez e Antônio Carlos como dupla de zaga diante do Sampaio Corrêa.

Sem Luan e Gómez para a sequência do Brasileirão, Felipão terá que convocar o jovem Vitão para integrar o time profissional. Ao lado de Juninho, os dois formam as únicas opções de zagueiros reservas no elenco. Thiago Santos também pode fazer a função de maneira improvisada.

Resta saber como o forte sistema defensivo alviverde se sairá sem as suas melhores peças.

O Palmeiras defende uma invencibilidade de 29 jogos no Brasileirão. O Verdão ainda não perdeu pela competição desde que Scolari assumiu, em agosto de 2018.

Edu Dracena e Antônio Carlos fizeram uma boa temporada no ano passado, sendo muitas vezes a zaga titular de Scolari. Os dois jogavam na Libertadores enquanto Luan/Goméz atuavam no Brasileiro.

A ordem só foi invertida nas semifinais do torneio continental.

Gustavo Gómez e Luan conquistam a torcida a cada atuação, e com quase mil minutos sem sofrerem gols, a dupla hoje é disparada a melhor zaga do do Brasil.

Há vida sem eles?

Veremos...

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!