Técnico mais velho a ganhar o Brasileirão, Antonio Lopes vê Felipão como 'melhor treinador' e torce por quebra da marca

Técnico mais velho a ganhar o Brasileirão, Antonio Lopes vê Felipão como 'melhor treinador' e torce por quebra da marca

(Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras/Divulgação)

Aniversariante, Luiz Felipe Scolari completa 70 anos nesta sexta-feira (9) e no comando do Palmeiras desde julho, o treinador está próximo de se tornar o técnico mais velho a conquistar o Campeonato Brasileiro. A seis rodadas do fim, o Alviverde lidera com cinco pontos de vantagem para o Internacional, segundo colocado.

A marca atualmente pertence a Antonio Lopes, campeão com o Corinthians em 2005. Na ocasião, ele também assumiu a equipe durante a competição (16 jogos finais) e ganhou o troféu com 64 anos.

A dupla trabalhou junta na Copa do Mundo de 2002 e Lopes considera Felipão o melhor técnico do futebol brasileiro.

"Eu tenho orgulho de ter trabalhado com o Felipão na conquista do Mundial de 2002. Conheço bem o Felipe e o qualifico como o melhor treinador da história do futebol brasileiro. Veja que pegou o Palmeiras bem por baixo e o colocou na ponta da tabela e em condições de ganhar o título. Vou torcer para que ele vença essa competição, porque ele merece", disse Antonio Lopes ao NOSSO PALESTRA.

Lopes

Lopes deixou de ser técnico há seta anos e migrou para gestão do futebol. Ele ainda vê o amigo com futuro na função.

"Parei de ser treinador em 2011, com 70 anos de idade, por minha opção, quando migrei para função de gestor de futebol. Vejo que Felipe, aos 70 anos, está esbanjando saúde e mostrando que continua sendo o melhor técnico do nosso futebol", completou Lopes, que recentemente conclui mais um curso na CBF voltado para gestão.

Desde o retorno ao Palmeiras, Felipão tem 25 partidas, com 16 vitórias, seis empates e três derrotas. Caso vença o torneio nacional, também se tornará o treinador mais velho a erguer um troféu pelo clube.

  • Rafael Bullara

    Rafael Bullara

    Formado em jornalismo, foi editor do Lance!, onde ficou por 12 anos. MBA em Gestão e Marketing Esportivo na Trevisan Escola de Negócios