Torcedor promete levar bandeira da Colômbia ao Allianz novamente e não desiste de Borja: “Prefiro apoiar!”

Torcedor promete levar bandeira da Colômbia ao Allianz novamente e não desiste de Borja: “Prefiro apoiar!”

(Foto: Staff Images)

Era tarde de domingo no Allianz Parque. 4 de fevereiro de 2018. O Palmeiras de Roger Machado se preparava para encarar o seu primeiro clássico no ano. Miguel Borja, atacante do Palmeiras, iniciava a sua segunda temporada no clube, tentando vencer a desconfiança da torcida e retomar o futebol que fez o clube depositar em suas costas o maior investimento de sua história.

Na arquibancada, encontrei dois torcedores com uma bandeira da Colômbia. Aquilo me chamou a atenção. Vindos de Votorantim, interior de São Paulo, os amigos tiveram uma grande ideia e decidiram apoiar Borja em um momento que a torcida já não ia muito com a cara do camisa 9.

O apoio funcionou. Com um belo gol no segundo tempo de partida, Borja correu para pegar a bandeira de seu país para comemorar. Depois daquele dia, o atacante ganhou confiança e se tornou tanto artilheiro do Paulistão, quanto da Libertadores, além de ter ido para Rússia defender as cores da bandeira que ele mesmo se abraçou naquele 4 de fevereiro.

40054109262_f2f4d259b9_z

Quase 380 dias se passaram, e neste sábado teremos o mesmo filme. Com o mesmo roteiro. E os mesmos personagens. Em campo, Miguel Borja tenta sair de uma péssima fase no início de ano.

Após perder diversas chances de gol contra Bragantino e Ferroviária, o camisa 9 viu a sua própria torcida o xingá-lo no último domingo.

Agora diante do mesmo Santos, Miguel tentará se reerguer.

A dupla de amigos, estará lá. “Com certeza vamos estar lá. No mesmo lugar, e com a bandeira, claro.”, disse o torcedor que encontrou com Borja e até ganhou uma camisa de presente do colombiano.

3ff42fc0-3e72-4ce0-8330-e6eec23cd71c

Caso Miguel faça gol no time de Sampaoli, Gregory combinou com o colombiano de repetir o gesto do ano passado. “Tenho certeza que ele vai na bandeira, combinei com ele. Pode apostar. Se ele fizer o gol ele virá na nossa direção”.

Sobre as críticas da torcida ao colombiano, o torcedor foi duro. “A nossa torcida está cheio de frescura. Tem que apoiar e pronto, ele é jogador do Palmeiras. Tem torcedor que acha que esse time é aquele de 96, do ataque dos 100 gols. Eu acredito que ele vai voltar a marcar gols com a camisa do Verdão.” disse o torcedor.

Gregory acha que parte da torcida do Palmeiras persegue o colombiano pelo preço que o Palmeiras pagou nele. “Se ele fizer gol aqueles que não gostam ou que querem ele fora nem deveriam comemorar. Ele precisa de apoio. Não de mais desconfiança. As pessoas tem que entender que apoiar o Borja é apoiar o Palmeiras.”

Borja possui somente dois gols nesse ano, e teve um início de Paulistão bem diferente do ano passado. Com Deyverson suspenso, e Arthur Cabral nem inscrito, o camisa 9 deve ganhar mais uma chance como titular amanhã no Allianz Parque.

Relembre como foi o gol de Miguel Borja diante do Santos no Allianz Parque, pelo Paulista do ano passado:

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!